Movimentos reagem: PEC da Vida se tornou PEC da Morte?

07 Mai 2019

O ministro Luís Roberto Barroso – que, aliás, foi advogado na ação que legalizou o aborto no caso dos fetos anencefálicos – já mostrou concordância com essa tese da ADPF 442 em
agosto do ano passado, no Rio de Janeiro. “Entendo quem diz que a vida começa na concepção. Mas, mesmo que aí já houvesse vida, se esta depende da mulher, a escolha deve ser dela. O Estado não tem o direito de obrigar uma mulher a permanecer grávida”, disse Barroso na ocasião.

K2_LEAVE_YOUR_COMMENT

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree