Canadá se oferece para pagar segurança de Harry e Meghan

13 Janeiro 2020
Esquema de segurança do casal deve seguir mesmo após renúncias às funções reais Toby Melville/EFE/EPA - 25.09.2019

O governo do Canadá ofereceu-se a pagar os custos do esquema de segurança do príncipe Harry, da duquesa Meghan Markle e de seu filho, Archie, enquanto estiverem no país. Harry e Meghan anunciaram que irão se afastar da posição de membros sênior da família real britânica e dividir o seu tempo morando no Reino Unido e no Canadá.

De acordo com o tabloíde inglês Daily Mail, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, garantiu à rainha Elizabeth que o casal e o filho estarão seguros e que o Canadá irá contribuir com a segurança pagando metade das despesas da conta anual — cerca de 1 milhão de libras (R$ 5 milhões).

Os custos dessa segurança seriam pagos com dinheiro público, o que poderia causar desgastes do governo canadense com os contribuintes. O Canadá é parte do Commonwealth, um grupo de ex-colônias britânicas que seguem com relações diplomáticas especiais entre eles e com o Reino Unido.

Proteção 24 horas por dia

Atualmente, o príncipe e a duquesa, bem como o filho do casal, recebem proteção 24 horas por dia, dentro e fora do país, em tarefas oficiais ou não. O casal acredita que a segurança deve permanecer sem alterações.

O assunto já foi discutido no Palácio de Buckingham pelo secretário de gabinete Sir Mark Sedwill e o Ministério do Interior.

Priti Patel, secretário do Interior do Reino Unido, disse à BBC nesta segunda-feira (13) que não irá fornecer nenhum detalher sobre as providências de segurança para Harry e Meghan ou qualquer membro da família real, bem como sobre qualquer outra pessoa protegida.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree