China registra morte de dois estrangeiros por coronavírus

08 Fevereiro 2020
Digite a legenda da foto aqui EFE/EPA

Um americano se tornou a primeira vítima não chinesa a morrer em decorrência do novo coronavírus neste sábado (8), enquanto um japonês também morreu com sintomas da doença mais recentemente.

Mortos por coronavírus na China sobem para 723; casos vão a 34,5 mil

O cidadão norte-americano de 60 anos diagnosticado com coronavírus morreu no Hospital Jinyintan, em Wuhan, na China, o epicentro do surto de vírus, em 6 de fevereiro, disse um porta-voz da embaixada dos EUA em Pequim.

"Oferecemos nossas sinceras condolências à família pela perda", disse o porta-voz à Reuters. "Por respeito à privacidade da família, não temos mais comentários."

Um japonês hospitalizado com pneumonia em Wuhan também morreu após sofrer sintomas semelhantes aos da gripe, consistentes com o novo coronavírus, disse o Ministério das Relações Exteriores do Japão.

O homem de sessenta anos era suspeito de ter sido infectado com o coronavírus, mas devido a dificuldades no diagnóstico da doença, a causa da morte foi dada como pneumonia viral, disse o ministério, citando autoridades médicas chinesas.

Até o meio-dia de quinta-feira, 17 estrangeiros estavam sendo colocados em quarentena e tratados para a doença na China, segundo dados do governo. Nenhum dado atualizado estava disponível imediatamente.

O número total de mortos na China continental subiu de 86 para 723, segundo as autoridades chinesas, e está prestes a passar pelas 774 mortes registradas globalmente durante a pandemia de 2002-2003 da Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave), outro coronavírus que migrou de animais para humanos na China.

Durante o surto de Sars entre novembro de 2002 e julho de 2003, o número de casos notificados foi de 8.098, sugerindo uma taxa de transmissão muito menor do que o último coronavírus, mas uma taxa de mortalidade mais alta.

Até agora, apenas duas mortes foram relatadas fora da China continental - em Hong Kong e nas Filipinas - de cerca de 332 casos em 27 países e regiões. Ambas as vítimas eram cidadãos chineses.

"É difícil dizer quão letal é essa nova infecção por coronavírus", disse à Reuters o professor Allen Cheng, especialista em doenças infecciosas da Universidade Monash, em Melbourne.

"Embora a mortalidade bruta pareça estar em torno de 2%, é provável que muitas pessoas infectadas não tenham sido testadas ... Provavelmente ainda não conheceremos a verdadeira fatalidade do caso por algum tempo."

Autoridades de Hubei no sábado registraram 81 novas mortes, 67 delas em Wuhan, uma cidade sob virtual bloqueio. Em toda a China continental, excluindo as 2.050 pessoas que se recuperaram e as que morreram, o número de casos pendentes foi de 31.774.

A liderança comunista de Pequim isolou cidades, cancelou voos e fechou fábricas para conter a epidemia, com efeitos negativos para os mercados globais e negócios dependentes da segunda maior economia do mundo.

Este sábado marca o último dia das celebrações do Ano Novo Lunar, geralmente caracterizado por reuniões de família, fogos de artifício, adivinhação de enigmas e a iluminação de lanternas.

Este ano, a maioria das pessoas estava comendo bolinhos, um costume tradicional, em casa sozinho. Na televisão nacional, um show de gala apresentará recitação de poemas sobre os esforços contra o vírus, em vez da música e dança usuais.

As notícias da morte na sexta-feira de Li Wenliang, um médico que despertou o alarme sobre o novo coronavírus, tristeza e indignação nas mídias sociais chinesas e reacendeu memórias de como Pequim demorou a contar ao mundo sobre o surto de Sars.

Li, que sucumbiu à doença em um hospital de Wuhan, estava entre as oito pessoas repreendidas pela polícia na cidade por espalhar informações "ilegais e falsas" depois que ele compartilhou os detalhes do vírus com os colegas.


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree