Família e amigos de George Floyd se preparam para dias de homenagens

04 Junho 2020
Gianna Floyd no colo de Stephen Jackson: 'Mudanças para todos os negros' Craig Lassig / EFE-EPA - 2.6.2020

Minneapolis, cidade onde George Floyd foi morto por sufocamento por quatro policiais ao ser detido para averiguação pelo suposto uso de uma nota falsa de 20 dólares, será transformada nesta quinta no palco da primeira homenagem ao homem cujo nome está em centenas de protestos contra o racismo que se repetem nos Estados Unidos e no mundo há mais de uma semana.

Na tarde desta quinta-feira (4), familiares, amigos e lideranças do movimento negro norte-americano celebrarão um ato em memória de Floyd.

A família ainda prevê outras homenagens, tanto privadas quanto públicas, em Houston, Texas, cidade onde Floyd cresceu. "George era um gigante gentil", afirmou o irmão de Floyd, Philonise, à rede de TV CNN. "Conhecê-lo era amá-lo."

'Papai mudou o mundo'

O ex-astro da NBA Stephen Jackson voltou a se pronunciar sobre a morte do amigo de infância, a quem chama de irmão. Jackson explicou porque incentivou a filha caçula de George Floyd a gritar "Papai mudou o mundo".

"Eles dizem que uma condenação não vai trazer de volta todos os Freddi Grays, os Philando Castiles, os Trayvon Martins", disse o ex-atleta, referindo-se a outros homens negros mortos em casos de violência policial, também em entrevista à CNN. "Não vai resolver para eles, mas pode resolver para as pessoas negras [como um todo]."

Sobre o vídeo com a filha de Floyd, Gianna, Jackson afirmou que tenta "fazer dos próximos dias os melhores dias" para ela e a família.

Nas homenagens de hoje em Minneapolis, o fundador da National Action Network, reverendo Al Sharpton, discursará durante a cerimônia, que irá acontecer às 14h (horário local, 16h de Brasília) no campus da North Central University.

Em coletiva de imprensa, ele afirmou que é preciso transformar "o momento em movimento" e que o caso de George Floyd é chave para se exigir mudanças na conduta e na prestação de contas das polícias sobre os casos de violência e discriminação racial.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree