-->

Máscara de skincare instantânea: como usar, qual escolher e, afinal, funciona?

22 Outubro 2019

Há algum tempo, as máscaras de cuidados com a pele de dose única começaram a se multiplicar pelas farmácias.

Siga a gente!</strong></a>" data-reactid="23">Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

A promessa é tentadora: 20 minutos e uma pele melhor. A cada dia, surgem mais opções de marcas, preços e funções disponíveis no mercado e muita gente adora tirar uma selfie e postar no Instagram com a #skincare. A pergunta que fica, no entanto, é: esse tipo de tratamento instantâneo funciona mesmo?

A reportagem conversou com a dermatologista Gina Matzenbacher para entender se o pacotinho realmente é milagroso.

Leia também

Essas máscaras entregam o que prometem em 20 minutos?

Entregam. Elas agem e dão resultado, mas o efeito, que vem rápido, também vai embora rápido.

"As máscaras, na verdade, dão um efeito Cinderela, não a longo prazo", conta a dermatologista.

Máscaras faciais (Foto: Marina Andrade)

Pode experimentar à vontade, mas para ver resultado...

É melhor focar no uso de uma única. Uma das maiores vantagens dessas máscaras de dose única é a chance de experimentar sempre alguma diferente. Mas, para ver mesmo os resultados na sua pele, usar uma só pode ser mais interessante.

"Às vezes, com a variação das máscaras, você não vai ter um resultado tão bom. Então, talvez manter a mesma máscara, uma vez por semana, traga melhores resultados", explica Gina.

Dá para cuidar da pele só usando essas máscaras?

Não. Isoladamente, o uso das máscaras não vai fazer milagre. Melhorar ou mudar algum aspecto da pele exige um tratamento que requer uma rotina de cuidados e as máscaras podem estar inseridas nessa rotina, mas, sozinhas, não resolvem muita coisa.

"Se a pessoa quiser ter uma rotina de pele, orientada por um dermatologista, as máscaras vão entrar, provavelmente, a cada dez dias, ou a cada quinze dias, mas mais para fazer uma coisa diferente naquela rotina. Como resultado mesmo, elas não vão estar ali na nossa proposta, no geral", ensina Gina.

Vale mais investir em uma máscara tradicional ou ir gastando aos pouquinhos nas máscaras?

Produtos para tratamento dermatológico muitas vezes são bem caros, mas Gina garante que, até financeiramente, investir em tratamentos tradicionais é melhor.

Isso porque, embora sejam baratinhas, entre R$8 e R$24 reais, em média, essas máscaras podem ser usadas apenas uma vez, então, a relação custo benefício nem sempre é assim tão boa.

"Sem sombra de dúvidas: vale mais a pena um tratamento contínuo do que experimentar essas máscaras. O tratamento tem um efeito mais duradouro. Com certeza, até financeiramente falando, vale mais a pena seguir uma prescrição do médico dermatologista", afirma ela.

De repente economizar e comprar um produto de tamanho tradicional valha mais a pena.

Em meio a tantas marcas, como saber qual escolher?

"É legal buscar as de linha dermatológica. Por exemplo, as máscaras da Dermage, que é uma farmácia de manipulação que também tem a sua linha industrial, são bem interessantes e de fato trazem resultado. Assim como a da Vichy e a da La Roche", diz ela.

Mas algumas mais baratinhas também são opções "Entre as marcas mais populares, temos da Ricca, da Belis, hoje em dia a gente tem uma invasão do mercado coreano com inúmeras opções de máscara que também são boas", explica.

Todo mundo pode usar essas máscaras?

Nem todo mundo. A dermatologista explica que algumas pessoas devem tomar cuidados especiais e até evitar.

"É prudente que pessoas que usam ácido retinóico tenham mais cuidado porque a pele acaba ficando um pouco mais sensível e a penetração dessas máscaras pode ser maior. Outras situações também pedem cuidados especiais: doenças inflamatórias, como uma rosácea ativa ou até mesmo uma acne muito inflamada. No caso de um melasma refratário aos tratamentos ou de difícil tratamento não é bom usar, a não ser que o dermatologista indique. Pacientes que usam o Roacutan também devem evitar esse tipo de máscara porque a pele fica muito sensível"

E pode dar alergia?

Sim. É possível ter alergia à máscara, como a qualquer outro produto dermatológico.

"Qualquer uma delas pode dar irritação, não necessariamente pela marca, mas sim porque pode haver alergia a algum dos ativos presentes. E isso só usando mesmo para saber. Caso isso aconteça, não repita o uso de nenhuma máscara da mesma marca", indica ela.

As prescrições de uso não estão lá por acaso

Leia as instruções bem direitinho toda vez que for usar uma máscara nova e siga à risca. Se o uso indica que a máscara deve ser usada por 20 minutos, é furada achar que deixando agir por mais tempo você pode potencializar o resultado.

"Sempre obedeça ao que está escrito na prescrição de cada máscara, veja o tempo que cada produto sugere, a forma certa de aplicar e de como retirar. Elas foram testadas dessa forma, e é exatamente assim que elas devem ser usadas", salienta Gina.

Agora, uma ajuda da especialista para saber qual tipo escolher de acordo com a sua pele

"As máscaras de argila verde são interessantes para as peles oleosas. As pessoas com a pele normal a seca devem procurar máscaras com a proposta de hidratação. As máscaras detox têm o objetivo de dar uma suavizada naquele ar de cansaço, então servem para todo mundo que quiser eliminar toxinas. Existem as máscaras que prometem clareamento, que são mais indicadas pra quem tem manchas na pele, lembrando que pacientes com melasma têm que ter mais cuidado", anotou as dicas?



Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 441 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree