Transplante de barba: descubra o que é, como funciona e quem pode fazer

06 Dezembro 2019

Nada tema, com o transplante de barba não há problema. Atualmente, você pode fazer um procedimento semelhante ao transplante capilar para ganhar um manto de respeito, sem sofrer muito com efeitos

colaterais - desde que sejam tomados os devidos cuidados - e sem ter de procurar por produtos para fazer a barba crescer.

Homem com apenas metade da barba feita apontando para o rosto e fazendo sinal de positivo
shutterstock
De careca a barbudo: o transplante de barba pode te ajudar a conquistar o mento de respeito com que sempre sonhou

Mas como, exatamente, funciona o transplante de barba? E quem pode se submeter ao procedimento? De acordo com o Thiago Bianco, especialista em transplantes capilares, o processo é bastante semelhante ao transplante capilar, e é muito natural. "No local onde os folículos ficam implantados não fica nenhuma marca", diz ele.

Como funciona o transplante de barba?

Meme do desenho Dexter; um personagem diz a Dexter que o importante é ter a barba dentro de si, não no rosto
Reprodução/Memedroid
O transplante de barba funciona de modo semelhante ao capilar, mas usa menos folículos capilares no processo

Basicamente, o processo utilizado, o FUE (Follicular Unit Extraction), consiste na retirada de folículos capilares de uma região doadora e no seu implante na parte do rosto que precisa de barba logo em seguida.

"Os ângulos de implantação precisam seguir o padrão natural dos pelos da barba. As unidades foliculares são cuidadosamente lapidadas e separadas", conta o médico.

Diferente do transplante capilar, porém, são usados menos folículos por unidade. Ao invés de 3, são utilizados 2, ou até mesmo 1 folículo.

O método também não deve te trazer contratempos na rotina. "São cirurgias ambulatoriais, ou seja, o paciente é liberado no mesmo dia", afirma.

Quanto à anestesia, Bianco revela que a ela funciona de maneira semelhante àquela usada em uma endoscopia, o que garante um transplante indolor - mas exige a presença de um anestesista na sala para acompanhar o paciente.

A ascensão do transplante de barba

Ele lembra também que esse tipo de transplante é o segundo mais procurado pelo público masculino que quer ficar barbudo, e perde apenas para a versão capilar do procedimento no geral.

Para justificar a opção por esta mudança estética, Bianco lembra que a efetividade dos produtos para crescer a barba é questionável. "Não há nenhum estudo que comprove a eficácia de medicamentos do tipo", afirma.

Dessa forma, segundo Bianco, o transplante é o único modo garantido para ganhar "uma barba densa, que seja natural e que preencha as falhas que o paciente apresenta", completa.

Quem pode fazer um transplante de barba?

Homem sem barba olhando para cima e coçando a cabeça pensativo
shutterstock
Até mesmo quem passou por reconstrução facial pode ficar barbudo, desde que sejam observadas as singularidades do caso

Embora o método seja seguro para a maioria das pessoas, sempre existem exceções à regra. De acordo com Thiago Bianco, os médicos costumam evitar fazer o transplante em pacientes com queloides, que são cicatrizes volumosas, comuns em vítimas de queimaduras, cortes profundos ou em pacientes que passaram por cirurgias.

Por outro lado, Marco Cassol, cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), aponta que até indivíduos que se submeteram a cirurgias de reconstrução facial podem, eventualmente, realizar o transplante.

Mas ele lembra que, antes de decidir se é razoável realizar o procedimento, sempre "é necessário definir o motivo pelo qual aquela região não tem barba. Definindo isso pode-se estabelecer o tratamento correto".

Os cuidados necessários para o transplante de barba

Homem penteando sua barba
shutterstock
Você precisa tomar alguns cuidados depois do transplante de barba, como não barbear por 15 dias e não se expor ao sol

Para evitar quaisquer problemas, porém, Bianco recomenda que o interessado procure por uma clínica renomada na área. "Aqui no Brasil tem apenas de 2 a 3 cirurgiões, no máximo, que dominam bem o transplante total de barba, não só o reparador", observa.

Além disso, ele lembra que, caso o procedimento seja realizado por um profissional inexperiente, pode trazer consequências desastrosas para a aparência do paciente.

Finalmente, é preciso tomar muito cuidado no período pós-cirúrgico. "O homem não deve se barbear nos primeiros 15 dias após o transplante e deve evitar a exposição solar prolongada sem nenhuma proteção no primeiro mês", adverte.

Depois disso, o processo do transplante de barba estará completo, e você poderá voltar à rotina costumeira, adotando os cuidados que qualquer homem barbado precisa ter para não perder o estilo.


Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 560 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree