No desfile de 7 de setembro, Bolsonaro quebra protocolo

07 Setembro 2019

BRASÍLIA - (Atualizada às 11h01) O presidente Jair Bolsonaro chegou ao desfile comemorativo do 7 de Setembro, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, em carro aberto, acompanhado de Carlos Bolsonaro, seu

filho e vereador no Rio (PSC), e foi saudado com o grito de "mito" pela plateia.

No meio do percurso entre o Palácio da Alvorada e a Esplanada, o presidente decidiu dar carona para uma criança, que chegou junto com eles no Rolls-Royce presidencial.

De vestido amarelo, a primeira-dama Michele e a filha caçula, Laura, recepcionaram Bolsonaro na entrada da tribuna de honra. Na véspera, o presidente havia pedido para as pessoas usarem roupas com a cores da bandeira do Brasil. O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), também filhos do presidente, já estavam no local aguardando a chegada do pai.

Empresários convidados pelo governo, como o dono da rede de lojas Havan, Luciano Hang, e o apresentador e proprietário do SBT, Silvio Santos, estão na tribuna de honra. Líderes evangélicos, como o bispo Edir Macedo, também participam da cerimônia.

Dos presidentes dos outros Poderes, apenas Davi Alcolumbre (DEM-AP), do Senado, compareceu. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, estão no exterior.

A maioria dos ministros está presente, entre eles Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Fernando Azevedo (Defesa). O ministro da Economia, Paulo Guedes, não compareceu.

A expectativa de público é de cerca de 20 mil pessoas. O governo divulgou um gasto de R$ 971,5 mil com a cerimônia.

Este ano desfilarão mais de 4,5 mil pessoas, sendo 3 mil militares das Forças Armadas. A Esquadrilha da Fumaça fará o show acrobático para encerrar o evento.

O tema escolhido para a comemoração é "Vamos valorizar o que é nosso", mesmo conceito adotado pela Semana do Brasil, iniciativa lançada pelo governo para estimular o comércio varejista. A campanha vai de 6 a 15 de setembro.

Quebra de protocolo

Quebrando todos os protocolos, Bolsonaro desceu da tribuna de honra e começou a caminhar pela Esplanada dos Ministérios, onde foram montadas as arquibancadas para o desfile comemorativo do 7 de Setembro. Durante o trajeto, ele foi ovacionado pela plateia, com aplausos e gritos de "mito". Ao se aproximar da banda que se apresentava na cerimônia, Bolsonaro, de batuta na mão, "regeu" os músicos.

O presidente foi acompanhado pelos ministros Sergio Moro (Justica), Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Augusto Heleno (Gabinete Institucional de Segurança). O dono da rede de lojas Havan, Luciano Hang, também participou da caminhada, além de assessores e um forte efetivo de segurança. Mais cedo, quando o presidente cumprimentou Moro, o nome do ex-juiz da "Operação Lava-Jato" em Curitiba foi entoado pela plateia.

Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
De batuta na mão, Bolsonaro "rege" fanfarra durante o desfile de 7 de Setembro, em Brasília

Vídeo

Em vídeo divulgado na manhã deste sábado (7), pelo Palácio do Planalto, o presidente disse que "a independência de nada vale se não tivermos liberdade". "Esta, por tantas e tantas vezes, ameaçada por brasileiros que não têm outro propósito a não ser o poder pelo poder", declarou ele, na mensagem pelas comemorações de 7 de setembro, dia da independência do Brasil.

No material, Bolsonaro pediu ainda que os brasileiros "conscientizem-se cada vez mais do que é este país, esta maravilha chamada Brasil, um país ímpar no mundo, que tem tudo para dar certo." "E precisamos, sim, de cada um de vocês, para reconstruí-lo. E a liberdade estará em primeiro lugar", reforçou.

Assim como vinha fazendo, o presidente também usou o vídeo para convocar a população a ir ao desfile. "O Brasil é nosso, é verde e amarelo", afirmou.


Em breve novidade aqui!!!

K2_LEAVE_YOUR_COMMENT

Usuário(s) Online

Temos 903 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree