Covid-19: África do Sul supera 500 mil casos e já é 5º mais atingido no mundo

02 Agosto 2020
Flickr
Apesar do alto número de casos, Cyril Ramaphosa elogiou baixa taxa de letalidade do país

País mais afetado pela pandemia da Covid-19 no

continente africano, a África do Sul ultrapassou a soma de 500 mil casos confirmados da doença neste sábado (1º), assumindo assim a quinta posição no ranking dos mais afetados, atrás apenas de EUA, Brasil, Rússia e Índia.

Segundo informações da agência de notícias France Presse, os dados sobre o avanço do novo coronavírus no país foram dados pelo ministro da Saúde da África do Sul, Zweli Mkhize, que apontou ainda que mais de um terço dos casos foram registrados na província de Gauteng, onde ficam as cidades de Johannesburgo e Pretória.

Apesar do alto número de contágios, o país segue com baixa taxa de letalidade, com menos de nove mil mortes confirmadas, algo que foi exaltado pelo presidente Cyril Ramaphosa: "estamos apenas na 36ª posição em número de mortos em relação à população".

Por outro lado, especialistas apontam que a subnotificação é um grande problema no continente e que o número de mortes por Covid-19 poderia ultrapassar a casa dos 50 mil até o final do ano na África do Sul caso medidas mais rígidas não voltem a ser implementadas.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree