-->

Turquia deporta aos EUA norte-americano suspeito de integrar o Estado Islâmico

15 Novembro 2019

Autoridades turcas tentaram enviar o homem de 39 anos à Grécia, mas o governo grego recusou. EUA, então, aceitaram repatriar o norte-americano. Em foto de segunda-feira (11), cidadão norte-americano
identificado como integrante do Estado Islâmico espera em zona na fronteira entre Turquia e Grécia DHA via AP/File/AP Photo O governo da Turquia anunciou nesta sexta-feira (15) que deportou aos Estados Unidos um cidadão norte-americano suspeito de integrar o grupo terrorista Estado Islâmico. De acordo com a imprensa turca, o homem – identificado como o norte-americano Muhammad Darwis, de 39 anos – foi deixado há cinco dias na fronteira entre Turquia e Grécia. Nesta sexta-feira, as autoridades conseguiram retirá-lo do local. Em um primeiro momento, as autoridades turcas tentaram enviar o homem à Grécia. Porém, o governo grego não aceitou, e os EUA concordaram em repatriar o cidadão norte-americano. O envio ocorre em meio à reaproximação entre os presidentes Donald Trump e Recep Tayyip Erdogan, sobretudo após encontro entre os dois em Washington. Na reunião, o norte-americano disse ser "grande fã" do turco. Turquia inicia deportações Pessoas deixam avião da companhia turca Turkish Airlines em Berlim, na Alemanha, em dia de envio de suspeitos de terrorismo ao país Christoph Soeder/dpa via AP Além do norte-americano, dois suspeitos de integrar a organização terrorista foram repatriados – ambos eram cidadãos da Alemanha, informou o Ministério do Interior Turco. Segundo a agência Associated Press, deportações se intensificaram no início da semana, quando o governo turco reenviou outros suspeitos de países como Dinamarca, Alemanha e Reino Unido. A Turquia – na rota entre a Europa e a Síria, onde ainda há combatentes do Estado Islâmico – intensificou as deportações após a União Europeia impor sanções ao governo turco pela ofensiva contra milícias curdas. "Vocês devem rever sua posição quanto à Turquia, que neste momento detém tantos integrantes do Estado Islâmico nas prisões e ao mesmo tempo os controla na Síria", criticou Erdogan na terça-feira.

Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 1049 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree