-->

Talibãs liberam reféns americano e australiano no Afeganistão

19 Novembro 2019

Três porta-vozes talibãs afirmaram que esperam em troca a libertação de prisioneiros talibãs detidos em penitenciárias do Afeganistão. Montagem de imagens capturadas de vídeo gravado no dia 21 de
junho de 2017 mostra Timothy Weekes e Kevin King, que foram reféns do Talibã Reprodução El Emara Talibã/Via AP Os talibãs liberaram nesta terça-feira (19) no sudeste do Afeganistão os reféns Kevin King, dos Estados Unidos, e Timothy Weeks, da Austrália, que estavam sequestrados desde 2016, informaram fontes da polícia e dos insurgentes. Os dois professores universitários foram liberados na zona de Nawbahar, na província de Zabul, afirmou à AFP uma fonte policial, antes de explicar que os reféns foram entregues às forças americanas. Três porta-vozes talibãs confirmaram a informação e afirmaram que esperam em troca a libertação de prisioneiros talibãs detidos em penitenciárias do Afeganistão. O presidente afegão, Ashraf Ghani, confirmou recentemente que a liberação dos reféns estrangeiros permitiria a libertação de Anas Haqqani, filho do fundador de um importante braço dos talibãs, e de outros dois insurgentes. Um comandante dos talibãs afirmou que espera que o "governo afegão e os americanos libertem os três prisioneiros o mais rápido possível". Ghani admitiu que libertar os insurgentes seria uma decisão muito difícil, embora seja considerada a "condição principal para iniciar negociações extraoficiais" com o objetivo de acabar com o conflito de 18 anos no país. Os talibãs rejeitaram até o momento qualquer proposta de diálogo das autoridades afegãs, que consideram ilegítimas.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree