-->

Oposição vai denunciar chefe da Secom à PGR e pedir convocação no Senado

16 Janeiro 2020
Alan Santos/PR
Fábio Wajngarten, chefe da Secretaria de Comunicação

O líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou nesta quarta-feira (15), que pretende

apresentar uma notícia crime na Procuradoria Geral da República contra o chefe da Secretaria de Comunicação (Secom) do governo, Fábio Wajngarten.

Leia também: Wajngarten diz que se afastou de negócios antes de assumir cargo

Randolfe afirmou ainda que vai pedir a convocação do chefe da Secom para depor na Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor do Senado.

"Ao contrário do que faz o presidente, não vamos aceitar outra denúncia de corrupção contra esse desgoverno ir para debaixo do tapete. Vou pedir a convocação do chefe da Secom, Fábio Wajngarten, para depor na CTFC do Senado e apresentarei uma notícia-crime na PGR", escreveu o senador em sua conta do Twitter.

Ao contrário do q faz o presidente, não vamos aceitar outra denúncia d corrupção contra esse desgoverno ir p/ debaixo do tapete. Vou pedir a convocação do chefe da Secom, Fábio Wajngarten, p/ depor na CTFC do Senado e apresentarei uma notícia-crime na PGR. https://t.co/dw8Mg0TQH6

— Randolfe Rodrigues (@randolfeap) January 15, 2020



De acordo com uma reportagem publicada pela Folha de S.Paulo, o chefe da Secom estaria recebendo dinheiro de empresas contratadas pela secretaria. De acordo com a reportagem, a FW Comunicação e Consultoria, fundada por Wajngarten, tem como clientes emissoras de televisão e agências de publicidade que também recebem recursos de publicidade oficial do governo federal.

Nesta quinta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que "está tudo legal" com Wajngarten e que ele irá continuar no cargo.


We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree