-->

Witzel ouve vaias durante desfile e faz recuo estratégico

24 Fevereiro 2020
Reprodução/Twitter
O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, se aventurou dentro da Sapucaí.

Protagonista como representante do

poder público na Sapucaí com a já costumeira ausência do prefeito Marcelo Crivella, o governador Wilson Witzel bem que tentou, mas não foi dessa vez que passou no teste de popularidade na Avenida. Durante o desfile da Mangueira, o terceiro da noite, o governador deixou a área conhecida recuo de bateria, de onde costuma assistir à parte das apresentações e interagir com sambistas, e se arriscou no meio da Avenida, pouco antes de a Verde e Rosa chegar ao trecho em que estava. Parte do público presente nas arquibancadas e frisas, contudo, vaiou. Pessoas que estavam em uma frisa próxima a Witzel fizeram o gesto de negativo com a mão enquanto vaiavam.

Leia também: Gaviões da Fiel e Mocidade Alegre brilham e marcam 2ª noite de desfiles em SP

Acompanhado da mulher, Helena Witzel, e de assessores e secretários, o governador se retirou um minuto depois, tão logo as vaias se intensificaram. Ao retornar para o recuo de bateria, que fica no mesmo nível da Sapucaí, mas fora da pista principal, as vaias cessaram.

Segundo o secretário de governo, Cleiton Rodrigues, as vaias foram puxadas por políticos de oposição que estavam nas frisas. "Incitaram as pessoas contra o governador. Avisei a ele para não dar atenção".


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree