-->

Ao menos cinco pessoas foram vítimas de agulhadas no carnaval de Olinda

23 Fevereiro 2020
Divulgação / Secretaria Estadual de Saúde
Em 2019, unidade recebeu mais de uma centena de vítimas de agulhadas.

Pelo

segundo ano consecutivo, foliões denunciam que foram vítimas de agulhadas durante os festejos de rua do carnaval de Olinda, em Pernambuco. Até a manhã deste domingo (23), o Hospital Correia Picanço, localizado na Zona Norte do Recife, havia recebido cinco ocorrências. Entre os perfurados estaria uma criança.

Leia mais: Fotógrafa submarina é atingida por hélice de barco em Noronha

A ilustradora Larissa Falcão denunciou o ataque nas ladeiras de Olinda. Segundo o relato compartilhado no Twitter, ela foi atingida na tarde deste sábado (22) de Carnaval. No hospital, conheceu outras vítimas com narrativas semelhantes. O crime aconteceu quando ela foi ao banheiro. A ação foi rápida e evitou que ela conseguisse identificar o suspeito.

Gente, na moral. Fiquem muito ligados em Olinda, eu tava de boa lá só indo no banheiro e levei uma agulhada.

— lara (@laramethyst) February 22, 2020

"E eu não tava sozinha nem nada. Tava acompanhada, brinquei a manhã todinha e de tarde rolou isso. Agora já to melhor, mas meu psicológico não tá nada bem", contou a jovem na rede social.

Assim como outros atingidos, Larissa procurou o pronto-socorro, mas denunciou que foi recebida com desconfiança pela equipe médica. ""Eles perguntaram 3x se eu tinha certeza e se não tava bêbada". Após insistir para ser atendida, a ilustradora realizou um boletim de ocorrência e foi encaminhada ao Hospital Correia Picanço.

galera, o resultado saiu e tá tudo certo!!!! obrigada pela força todo mundo!!! deu tudo certinho e deu negativo. já to com os medicamentos, etc. e se rolarem algo, peçam ajuda urgente, seja dos bombeiros, enfermeiros ou policiais de lá. to bem mais aliviada agora!!! pic.twitter.com/y1UMvn8Xxo

— lara (@laramethyst) February 22, 2020

Exames emergenciais foram feitos e todos deram negativo para contaminações no caso de Larissa, que iniciou um tratamento preventivo com medicamentos oferecidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde ( SUS).

Leia também: Serviço militar aberto às mulheres está em discussão no Senado

A Secretaria de Estadual de Saúde está apurando as ocorrências deste ano.

Registros em 2019

Em 2019, mais de uma centena de pessoas foi vítima de agulhadas nas ladeiras de Olinda e no carnaval de rua de Recife. A Secretaria de Defesa Social (SDS) informou que as investigações dos casos seguem na Delegacia do Rio Branco, no Bairro do Recife. Até o momento, nenhum dos suspeitos foi identificado por retratos falados.


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree