-->

Rio contabiliza 207 casos confirmados do novo coronavírus

23 Março 2020
Márcia Foletto / Agência O Globo
Tijuca é o bairro com a maior concentração de casos.

Na nova atualização da prefeitura

do Rio, na tarde desta segunda-feira, a cidade contabiliza 207 casos confirmados do novo coronavírus. No boletim divulgado domingo, a capital tinha 170 notificações. O número de casos suspeitos é de 169. Não há óbitos confirmados até o momento. Deste total, 23 pessoas estão internadas, sendo 12 em UTIs. Ainda há 169 casos suspeitos.

Leia também: Olavo de Carvalho cria teoria da conspiração de que coronavírus não gerou mortes

No período de sete dias (17 a 23 de março), o crescimento de casos é de 245%. De sexta-feira até esta segunda-feira, o aumento foi de 120%. Somando aos números divulgados pela Secretaria estadual de Saúde do Rio, o estado registra agora um total de 223 casos. Até o momento, são três óbitos nas cidades de Niterói, Petrópolis e Miguel Pereira.

De acordo com os números atualizados, já são 33 bairros do Rio com casos confirmados. A maior concentração está na Barra da Tijuca, com 29, ainda com números de domingo.

Até domingo, a Zona Sul do Rio concentrava 88 casos, com destaque para Leblon (23), Ipanema (21) e São Conrado (11). No sábado, houve a confirmação do primeiro caso de coronavírus em favela do Rio. O registro é na Cidade de Deus, na Zona Oeste da cidade.

Morte de cardiologista

O Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), na Tijuca, informou na noite de domingo que o paciente Pedro Di Marco da Cruz, 65 anos, veio à óbito durante a madrugada.

Leia também: Idosos se aglomeram em posto de Copacabana para tomar vacina contra a gripe

"O paciente deu entrada em nossa emergência no último dia 19 com quadro gripal. Por conta das suas comorbidades e, por segurança, o mesmo foi isolado e testado para Covid-19, conforme recomenda o protocolo", informou em nota.

O hospital ainda aguarda o resultado do exame. "Só é possível afirmar se o seu falecimento foi motivado pelo novo coronavirus após esse laudo", ressaltou o hospital que se solidarizou com familiares e amigos do paciente. Pedro da Cruz era cardiologista do Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Uerj.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree