-->

Justiça derruba trecho de decreto de Bolsonaro que libera igrejas de quarentena

27 Março 2020
Jorge William / Agência O Globo
Bolsonaro tem defendido o isolamento vertical

O juiz federal Márcio Santoro da Rocha suspendeu nesta sexta-feira (27) o trecho do decreto do presidente Jair Bolsonaro

(sem partido) que permitiu que igrejas e casas lotéricas sejam liberadas de ficar em quarentena durante a crise novo coronavírus (Sars-Cov-2).

O magistrado da 1ª Vara de Duque de Caxias também determinou que o governo federal se abstenha de adotar medidas sem seguir recomendações técnicas da lei federal de março deste ano que dispõe sobre o enfrentamento ao coronavírus. A decisão acolhe ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF).

"Considerar como essenciais atividades religiosas, lotéricas é ferir de morte a coerência que se espera do sistema jurídico, abrindo as portas da República à exceção casuística e arbitrária, incompatível com a ideia de democracia e Estado submetido ao império do Direito", escreveu Rocha.

A medida do governo atendia a interesses manifestados por líderes de igrejas evangélicas, como os pastores Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, e Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, ambos aliados do presidente.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree