-->

Aumento no desmatamento faz Brasil ter alta na emissão de gases durante pandemia

21 Mai 2020
Amazônia.org
Se desmatamento for semelhante ao do ano passado, emissão de gases pode aumentar 51%

Enquanto o mundo registra uma queda na emissão de gases estufa por conta da pandemia de

Covid-19, o Brasil deverá registrar um aumento de 10% a 20% em relação a 2018. A alta nos índices de emissão se relaciona com o aumento do desmatamento da Amazônia.

Leia também: Mistura de agrotóxicos na água continua sem controle no Brasil

Segundo nota do Sistema de Estimativas de Emissão de Gases de Efeito Estufa (SEEG) do Observatório do Clima divulgada nesta quinta-feira (21), apontaram que o desmatamento entre os meses de maio e julho de 2020 serão 29% maiores do que a média dos últimos cinco anos para a época. Tal aumento deve compensar a diminuição provocada pela queda em setores industriais.

A entidade estima que, se o desmatamento for semelhante ao do ano passado, as emissões na Amazônia podem ser até 51% maiores do que em 2018. Na ocasião, o Brasil emitiu 1,9 bilhão de toneladas brutas de CO2. A expectativa é que, em 2020, a emissão atinja a marca de 2,3 bilhões de toneladas.

A análise do Observatório do Clima indica que o Brasil está na contramão do restante do planeta. A organização estima que a recessão causada pela Covid-19 deve fazer as emissões de gases diminuirem 6% esse ano.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree