Imprimir esta página
-->

Organizações evangélicas defendem ciência e pedem saída de Bolsonaro

22 Mai 2020
Agência Brasil
Bolsonaro tem minimizado a gravidade da Covid-19 desde o início da pandemia

Um grupo de 34 organizações e movimentos evangélicos divulgou uma carta que pede a saída do presidente

Jair Bolsonaro (sem partido), defende o isolamento social como medida de combate ao novo coronavírus (Sars-CoV-2) e a ciência e ainda pede que as igrejas continuem fechadas para evitar aglomerações.

Nas eleições de 2018, os evangélicos tiveram grande papel no apoio a Bolsonaro. No entanto, ultimamente parte dos fiéis começaram a dizer que o presidente age de forma antiética e dá "provas de que não está à altura do cargo".

Leia também: Covid-19 no Brasil está fora de controle, diz Imperial College

O documento recebe o título de "O governante sem discernimento aumenta as opressões - Um clamor de fé pelo Brasil". Entre as questões levantadas no texto está a acusação de que o governo federal "atenta contra a vida humana ao invés de praticar a justiça e compaixão pelos pobres". O trecho faz referência a uma passagem bíblica.

As organizações também declaram apoio às universidades, centros de pesquisa, pesquisadores e cientistas que estão desenvolvendo estudos sobre o novo coronavírus, incluindo para a criação de uma vacina contra a Covid-19. Elas ainda repudiam os pronunciamentos de Bolsonaro contrários às recomendações de especialistas da saúde.

Leia também: Mortes por Covid-19 em São Paulo chegam a 5.773

"Reconhecemos a ciência como dom de Deus para cuidar da vida humana e toda a sua criação. A fé e a ciência são aliadas, caminham juntas e exaltam o poder divino", diz o texto. "Nossa gratidão e solidariedade para com os profissionais de saúde que têm experimentado grande desgaste físico e emocional."

Nesta quinta, informações divulgadas pelo Ministério da Saúde mostram que os óbitos no Brasil chegaram a mais de 20 mil. Já o número de casos confirmados passou 310 mil. O aumento fez o País passar o Reino Unido, sendo que nesta semana o Brasil ainda deixou para trás a Espanha.

Mais recentes de Entretenimento e Notícias

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree