-->

Aras pedirá ao STF depoimento de Bolsonaro por interferência na PF, diz revista

23 Mai 2020
Jorge William/Agência O Globo
Augusto Aras, procurador-geral da República, e o presidente Jair Bolsonaro

O procurador-geral da República, Augusto Aras, vai

pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o presidente Jair Bolsonaro seja ouvido no âmbito do inquérito que investiga a suposta tentativa de intervenção do chefe do Executivo na Polícia Federal (PF) para proteger amigos e familiares. A informação é da revista Época.

Leia também: Bolsonaro admite que pediu atuação de Moro por temer operação contra seus filhos

Segundo a revista, porém, Aras ainda não decidiu se os depoimentos colhidos até agora, mesmo após a divulgação da íntegra do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, peça chave para a acusação feita por Moro a Bolsonaro, já esclareceram os episódios e a suposta interferência a ponto de ouvir o presidente.

Procuradores da equipe de Aras avaliam que Bolsonaro já tem o que explicar sobre o assunto, e que um depoimento agora pode gerar necessidade de apresentação de novos materiais para a investigação. Segundo eles, com isso, as partes envolvidas podem voltar a ser ouvidas no futuro.

Leia também: Quebra de sigilo da reunião com ministros foi vitória para Moro

Celso de Mello, ministro do STF que liberou a divulgação do vídeo da reunião ministerial, também já encaminhou à PGR uma petição, que foi enviada ao Supremo por um deputado, em que o pedido de depoimento do presidente é feito. O ministro preferiu esperar pela opinião de Aras antes de decidir se Bolsonaro será ouvido agora ou não.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree