-->

Caso Guilherme: sete armas de PMs serão periciadas

29 Junho 2020
Ponte/Arquivo
Guilherme foi morto a tiros na Vila Clara, zona sul de São Paulo

Sete armas de agentes

da Polícia Militar (PM) foram apreendidas e serão periciadas para saber se os policiais estavam envolvidos na morte de Guilherme Silva Guedes, de 15 anos. O adolescente foi morto após ser baleado à queima roupa no último dia 14 na Zona Sul da cidade de São Paulo.

As informações foram confirmadas pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) nesta segunda-feira (29). As pistolas serão periciadas pela Polícia Técnico-Científica e serão comparadas com as balas encontradas no corpo de Guilherme.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), o jovem foi atingido por dois tiros que resultaram em três perfurações. Um dos tiros pegou na mão e na cabeça de Guilherme e o outro atingiu a boca do garoto.

Duas das armas apreendidas pertencem ao sargento da Polícia Militar Adriano Fernandes de Campos, que está preso pelo crime desde o dia 17 de junho. A investigação da polícia identificou outro homem que teria participado da ação, mas não divulgou seu nome.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree