-->

Janaina Paschoal critica email do MEC e propõe: "primeiro realize algo concreto"

26 Fevereiro 2019

Reprodução/ Facebook
'Ministro, contrate urgentemente um assessor jurídico', escreveu Janaina Paschoal, em seu Twitter

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP)

criticou o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, pelo e-mail enviado a escolas de todo o País, com orientação para que alunos fossem filmados cantando o hino nacional, depois de ouvirem o slogan da campanha do presidente Jair Bolsonaro, "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos".

“Ministro, contrate urgentemente um assessor jurídico, especialista em ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)”, escreveu Janaina Paschoal nesta terça no Twitter. “Não se pode sair filmando as crianças (isso vale para os amantes de face, insta, etc). Ademais, primeiro realize algo concreto e os elogios virão naturalmente.”

Ministro, contrate urgentemente um assessor jurídico, especialista em ECA. Não se pode sair filmando as crianças (isso vale para os amantes de face, insta, etc). Ademais, primeiro realize algo concreto e os elogios virão naturalmente...

— Janaina Paschoal (@JanainaDoBrasil)

A carta também gerou repercussão na Câmara. O deputado federal Marcelo Freixo (Psol-RJ) gravou um vídeo informando que vai denunciar Vélez Rodríguez pelo crime de responsabilidade. Segundo o parlamentar, é inadmissível que um slogan usado por Bolsonaro seja lido por diretores em escolas.

“Estamos denunciando o ministro da Educação, Ricardo Velez, por crime de responsabilidade. Ele orientou diretores de escolas a lerem na volta às aulas carta do ministério com a mensagem "Brasil acima de tu Deus acima de todos", slogan de Bolsonaro. Isso é inadmissível!”, escreveu o parlamentar em seu Twitter.

Estou me divertindo, vendo a moçada, que vive bradando que o impeachment foi golpe, tentar transformar um e-mail do Ministro da Educação em crime de responsabilidade. É verdade que o email foi surreal, mas esse pessoal não enxerga o ridículo da desproporção das próprias reações.

— Janaina Paschoal (@JanainaDoBrasil)

Ao rebater comentários sobre a questão do crime de responsabilidade – assim como a acusação que fundamentou o pedido de impeachment de Dilma Rousseff (PT) e da qual Janaina foi coautora – a deputada diz que a mensagem enviada pelo MEC é “surreal”, mas que ela está se divertindo com a repercussão.

"Estou me divertindo, vendo a moçada, que vive bradando que o impeachment (de Dilma) foi golpe, tentar transformar um e-mail do Ministro da Educação em crime de responsabilidade. É verdade que o e-mail foi surreal, mas esse pessoal não enxerga o ridículo da desproporção das próprias reações", disse Janaina Paschoal.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree