-->

Joice Hasselmann nega interesse em se candidatar à Prefeitura de São Paulo

26 Fevereiro 2019

Rafael Carvalho/Governo de Transição - 11.12.18
Deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) negou conversas com Doria para se candidatar a prefeita

A rechaçou a possibilidade de se candidatar a prefeita de São Paulo nas eleições de 2020. A negativa foi feita após reportagem do jornal Folha de S.Paulo, publicada nesta terça-feira (26), apontar suposto incentivo do governador João Doria (PSDB) à candidatura da parlamentar.

"Olha aí, Carlos Bolsonaro. A Folha plantando uma mentira deslavada. Coisa sem pé nem cabeça. Por que será q o jornalista não me ligou para checar a informação? Eu respondo: porque é mentira! Meu compromisso é com Brasil. Vamos aprovar a Nova Previdência todos juntos com Jair Bolsonaro", escreveu Joice Hasselmann em sua conta no Twitter, em resposta ao filho do presidente.

Olha aí a plantando uma mentira deslavada. Coisa sem pé nem cabeça. Pq será q o jornalista ñ me ligou para checar a informação? Eu respondo: pq é mentira! Meu compromisso é com Brasil. Vamos aprovar a Nova Previdência TODOS juntos com ????

— Joice Hasselmann (@joicehasselmann)

Eleita para seu primeiro mandato na Câmara nas eleições de 2018, Joice conquistou mais de 1 milhão de votos no estado de São Paulo e mantém ótima relação com Doria. O tucano, por outro lado, tem se afastado cada vez mais de seu sucessor na Prefeitura de São Paulo, , provável candidato a um novo mandato na capital paulista.

Segundo reportou a Folha, a insatisfação entre os tucanos é mútua. João Doria não gostou da postura de seu antigo vice durante sua campanha ao Governo de São Paulo, reclamando que Covas não 'vestiu a camisa' de sua candidatura. O neto do ex-governador Bruno Covas, por sua vez, não engoliu bem a atitude de Doria em chamar para seu governo nomes da prefeitura sem consultar o atual mandatário da capital paulista.

Além de Joice Hasselmann, outro nome que poderia vir a contar com o apoio de Doria na eleição para a Prefeitura de São Paulo é o do secretário estadual da Fazenda, Henrique Meirelles (MDB). Ex-ministro do governo Michel Temer (MDB), Meirelles passou a integrar a equipe de Doria no Palácio dos Bandeirantes sob . À época, Meirelles desconversou: "Isso não é relevante. O importante é o trabalho a ser realizado. E isso, nós vamos fazer. É o momento de nos preocupar com a gestão do Estado e da economia. A minha decisão a cada momento é focar no trabalho".

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree