-->

Provas do Enem de 2019 serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro

27 Fevereiro 2019

Reprodução/ Valter Campanato - Agência Brasil
Calendário do Enem é divulgado e duas fases da prova acontecerão em novembro

 

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, segundo cronograma divulgado na tarde de hoje (27) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Pelo calendário, as inscrições estarão abertas de 6 a 17 de maio.

Entre 1º e 10 de abril os estudantes poderão pedir isenção da taxa de inscrição. Nesse mesmo período, o Inep vai receber as justificativas dos que faltaram às provas em 2018. O edital do Enem, conforme o instituto, será publicado no próximo mês.

O Inep é o responsável pelo Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). A nova gestão pretende modernizar o órgão e tem 32 ações prioritárias para isso, que incluem um escritório de gestão de projetos e uma revisão criteriosa dos indicadores de avaliações.

O presidente Jair Bolsonaro já reclamou diversas vezes do conteúdo "ideológico" do exame e causou polêmica ao afirmar que veria as questõe antes dele ser aplicado. O ministro da Educação também afirmou que “se o presidente se interessar, ninguém vai impedi-lo" de ver a prova.

No ano passado, 5,5 milhões de pessoas se inscreveram para fazer a prova, mas 4,1 milhões compareceram aos dois dias do exame. Nos dois domingos de exame, os estudantes precisam desenvolver conhecimentos de linguagens, incluindo redação, ciências humanas, ciências da natureza e matemática.

Os resultados podem ser usados em processos seletivos para vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada ( Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para obter financiamento do curso pelo Fundo de Financiamento Estudantil ( Fies).

Por meio do Enem, em 2019 o Sisu ofereceu 235,4 mil vagas, distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país. Além de universidades brasileiras, os estudantes podem se inscrever em 37 instituições portuguesas que têm convênio com o Inep.

*Com informações da Agência Brasil

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree