Primeiro-ministro do Líbano renuncia

Segunda, 21 Setembro 2020 18:40

“Atos antidemocráticos são meus ovos”,diz Carlos Bolsonaro sobre depoimento à PF

Avalie este item
(0 votos)
Marcio Alves / Agencia O Globo
Em rede social, o vereador reagiu com palavrões à divulgação de seu depoimento à PF

Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, reagiu com palavrões

à divulgação do seu depoimento à Polícia Federal na investigação de atos democráticos. As informações são do Yahoo Notícias.

“Atos antidemocráticos são meus ovos na goela de quem inventou isso! Milhares vão às ruas espontaneamente e devido a meia dúzia esculhambam toda a democracia. Tentam qualificar a vontade popular como algo temerário”, escreveu o vereador em seu perfil de rede social.

Atos antidemocráticos são meus ovos na goela de quem inventou isso! Milhares vão às ruas espontaneamente e devido a meia dúzia esculhambam toda a democracia. Tentam qualificar a vontade popular como algo temerário.

— Carlos Bolsonaro (@CarlosBolsonaro) September 20, 2020


“Depoimentos sigilosos vazados ilegalmente mais uma vez para manter uma narrativa de desgaste diário. A biografia e os bilhões de reais perdidos fazem isso com a vontade de uma nação! PQP!”, xingou.

DEPOIMENTOS SIGILOSOS vazados ilegalmente mais uma vez para manter uma narrativa de desgaste diário. A biografia e os bilhões de reais perdidos fazem isso com a vontade de uma nação! PQP!

— Carlos Bolsonaro (@CarlosBolsonaro) September 20, 2020

Questionado pela PF no depoimento, Carlos disse que não é “covarde ou canalha a ponto de utilizar robôs e omitir essa informação” e que não participa da política de comunicação do governo federal, de acordo com o Yahoo.

O vereador disse que “tem relação apenas com divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelo governo federal nas contas pessoais do declarante e do seu pai”. Ele admitiu ainda ter relações com um dos integrantes do “gabinete do ódio”, mas apenas para pedir informações.

Carlos prestou depoimento na Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. O deputado federal Eduardo Bolsonaro, também será ouvido pelos investigadores. A oitiva está prevista para esta terça-feira (22).

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.