-->

Uber é condenado a pagar multa de US$ 650 milhões nos EUA

15 Novembro 2019

O Uber será obrigado a pagar uma multa de US$ 650 milhões em impostos referentes a direitos trabalhistas, como seguro-desemprego e invalidez, relativos aos últimos quatro anos. O valor foi estipulado pelo

departamento de trabalho do Estado de Nova Jersey, que também afirmou que os motoristas são funcionários do aplicativo, não parceiros, como o próprio Uber se refere.

De acordo com informações da agência de notícias Bloomberg, o comissário de trabalho Robert Asaro-Angelo, disse que a empresa classifica seus funcionários de forma errada, e que não há motivo para que os motoristas da plataforma não sejam tratados como uma equipe de trabalho comum com horários flexíveis.

Um porta-voz da Uber, em declaração à Bloomberg, divergiu da decisão. "Estamos contestando essa determinação preliminar, que é incorreta, porque os motoristas são parceiros independentes em Nova Jersey e em qualquer outro lugar", afirmou. 

A postura da empresa é bastante criticada por permitir que não se assuma responsabilidades trabalhistas, como o pagamento de salário mínimo. A Uber frequentemente se defende dessas críticas  alegando que tratar os motoristas como funcionários limitaria sua flexibilidade de fazer seus próprios horários.

No Brasil, o STF decidiu este ano que os motoristas da plataforma não têm qualquer vínculo trabalhista com a Uber.

Via: Estado de São Paulo

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree