-->

Microsoft quer deixar o novo Xbox competitivo para o mercado

15 Novembro 2019

Phil Spencer, chefe da divisão Xbox da Microsoft, disse que a empresa não repetirá os mesmo erros cometidos com o Xbox One em seu novo console, conhecido atualmente como

href="https://olhardigital.com.br/games-e-consoles/noticia/microsoft-esta-trabalhando-em-apenas-um-console-de-nova-geracao/87145" target="_blank">Project Scarlett.

"Eu diria que a geração Xbox One foi um aprendizado. Não estaremos fora da faixa de preço e de poder na próxima", disse Spencer em uma entrevista ao The Verge. E completa: "Se você se lembrar do início da geração, estávamos cem dólares acima do preço dos concorrentes e, sim, éramos menos poderosos. Por isso, trabalhamos no Project Scarlett com o objetivo de obter sucesso no mercado".

Esse sucesso pode ser fundamental para a marca Xbox, já que há anos eles ficam atrás em vendas de um de seus concorrentes diretos, o PlayStation. Caso isso não ocorra com o Scarlett, Spencer disse que ainda haverá muitas gerações do console: "Tivemos essa discussão anos atrás. 'Queremos fazer outra geração?' Sim, e achamos que haverá muitas outras pela frente".

Para bater de frente com seu concorrente, o profissional falou sobre suas estratégias: "Estamos trabalhando no Project Scarlett e eu quero competir, quero fazer isso da maneira certa, e é por isso que estamos focados no crossplay e na compatibilidade com versões anteriores".

O Project Scarlett foi revelado oficialmente durante a E3 deste ano. O console terá suporte a jogos 8K, taxas de quadro de até 120 fps em jogos, Ray Tracing e suporte à taxa de atualização variável. A Microsoft também vai utilizar unidades de memória SSD, que garantem melhor desempenho no carregamento de jogos, e uma CPU projetada com base nas arquiteturas Zen 2 e Radeon RDNA, da AMD.

Além do novo console, a Microsoft parece querer investir na integração com o PC. Após o lançamento do Xbox Game Pass para o Windows, os lançamentos de jogos no Steam e uma nova barra que controla as transmissões do Xbox no Windows 10, Spencer admitiu que ainda há muito o que se fazer no âmbito dos computadores, mas não deu mais detalhes disso.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree