-->

Apple reabre algumas das lojas na China após susto com o coronavírus

15 Fevereiro 2020

A Apple anunciou que vai relaxar um pouco as medidas que tomou para conter a disseminação do coronavírus entre seus funcionários. A empresa afirmou que reabrirá algumas de suas lojas em

Beijing, que haviam sido fechadas por causa da ameaça do vírus.

A decisão ainda não é válida para todas as lojas chinesas, e vale apenas para as de Beijing, enquanto as unidades de Shenzhen e Xangai continuarão fechadas. Os estabelecimentos funcionarão com horário limitado: em vez de operar das 10h às 22h, como é o costume, elas estarão abertas apenas entre as 11h e as 18h.

Da mesma forma, a empresa começou a reabrir seus escritórios e centros de suporte desde a última semana, mais especificamente desde o dia 8 de fevereiro. No entanto, os clientes receberam a recomendação de usar uma máscara de proteção e cooperarem com a checagem de temperatura corporal.

O coronavírus se provou um problema para a Apple. Além da paralisação das operações de suas lojas e escritórios, a empresa também precisou lidar com problemas nas linhas de montagem, já que a Foxconn, responsável pela produção dos iPhones e outros produtos da companhia, precisou interromper suas atividades para evitar a disseminação do vírus, o que pode atrasar a linha de produção e afetar os próximos iPhones.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree