-->

Tecnologia hipersônica pode afastar ameaças de mísseis dos céus

24 Fevereiro 2020

A Agência de Projetos de Pesquisa Avançados do Departamento de Defesa dos EUA (DARPA) e a Aerojet Rocketdyne estabeleceram uma parceria para desenvolver um novo tipo de interceptador para se contrapor

à ameaça de mísseis e outros veículos hipersônicos, ou seja, que viajam a pelo menos 5 vezes a velocidade do som.

A DARPA vem desenvolvendo desde 2018 um conceito chamado Glide Breaker, e a Aerojet fornecerá "tecnologias facilitadoras" para o interceptor de defesa hipersônico, em um contrato que vale até US$ 19,6 milhões (cerca de R$ 86 milhões).

"Nossa equipe se orgulha de aplicar nossas décadas de experiência no desenvolvimento de tecnologias de propulsão hipersônica e de mísseis ao programa Glide Breaker", disse Eileen Drake, CEO e presidente da Aerojet Rocketdyne.

A experiência à qual a Aerojet se refere foi a participação no desenvolvimento do Boeing X-51A Waverider, um veículo experimental não tripulado que em 1.º de maio 2013 atingiu Mach 5 (5 vezes a velocidade do som) durante 3,5 segundos, o mais longo voo hipersônico autopropulsado já registrado.

O interesse dos EUA em um sistema de defesa contra armas hipersônicas vem dos avanços registrados nessa área por outras nações nos últimos anos. Em dezembro passado a Rússia afirmou que colocou em operação o Avangard, um planador hipersônico capaz de atingir entre 20 e 27 vezes a velocidade do som. Segundo o presidente russo, Vladimir Putin, o Avangard "vai para o alvo como um meteorito, como uma bola de fogo".

Fonte: LiveScience

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree