-->

Companhia aérea tailandesa abre restaurante temático de aviões

14 Setembro 2020

Não são só as pequenas empresas que estão tendo que se reinventar para sobreviver à crise causada pela pandemia do novo coronavírus. A empresa aérea tailandesa Thai Airways abriu um restaurante temático em
Bankok, capital do país, na tentativa de se recuperar financeiramente após ter voos comerciais suspensos em maio.O restaurante, que foi construído na sede da companhia, possui assentos e peças de avião como parte de sua decoração. Além disso, os funcionários do local, como garçons e garçonetes, usam uniformes iguais aos da tripulação nos voos.O diretor administrativo Varangkana Luerojvong disse, em entrevista à Reuters, que a ideia é promover uma verdadeira experiência aos clientes e, claro, tentar recuperar parte da receita perdida na pandemia com os lucros. “Peças sobressalentes de motores, janelas e outros objetos foram usadas como móveis”, disse Luerojvong.O restaurante, que serve cerca de 2.000 mil refeições, conta QR Code espalhados para que os visitantes possam consultar as informações sobre as peças utilizadas no design do ambiente.Thai Airways/ReproduçãoPara chegar ao restaurante, os clientes devem subir uma tradicional escada para aviões, as famosas "jet bridge". Créditos: Thai Airways/ReproduçãoA criseComo qualquer empresa do ramo, a Thai Airways sofreu um forte impacto com a crise causada pela pandemia do novo coronavírus.A empresa, que teve os voos comerciais suspenso em maio, solicitou concordata perante às autoridades tailandesas e teve o pedido aprovado nesta segunda-feira (14) pelo tribunal de falências do país.Segundo informações da Reuters, a decisão do tribunal, que fez com que as ações da companhia subissem 7%, permite que a empresa continue elaborando um plano de reestruturação de dívidas no valor de US $7,38 bilhões. “Mais da metade dos credores apoiaram a reestruturação”, disse o presidente em exercício Chansin Treenuchagron. “Estaremos em negociações com os credores neste trimestre e um plano estará pronto no primeiro trimestre do próximo ano”, completou.Fonte: Folha
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree