Quase 4.500 voos são cancelados no mundo por avanço da Ômicron

Aviões são vistos em Nova York depois que vários voos foram cancelados Dieu-Nalio Chery/Reuters - 24.12.2021 As companhias aéreas cancelaram entre a última sexta-feira (24) e o sábado (25) quase 4.500 voos em todo o mundo e milhares de viagens sofreram atrasos devido à expansão da variante Ômicron do coronavírus, informou o site Flightaware. Uma rota, no entanto, permaneceu aberta: a do trenó do Papai Noel para distribuir os presentes entre as crianças, informaram os funcionários do Departamento de Defesa dos Estados Unidos ao presidente Joe Biden. Veja também Internacional Mais de 2.000 voos são cancelados no mundo por causa da Ômicron Internacional Biden é insultado com frase de apoio a Trump em ligação de Natal Internacional Reino Unido bate novo recorde diário de casos de Covid-19 De acordo com o Flightaware, ao menos 2 mil voos foram cancelados no dia de Natal, incluindo 700 com origem nos Estados Unidos ou com destino ao país, e quase 1.500 sofreram atrasos, segundo um balanço feito até as 4h20 (horário de Brasília). Na sexta-feira foram registrados quase 2.400 cancelamentos e 11 mil atrasos. Muitas companhias aéreas ouvidas pela AFP mencionaram como causa a nova onda da pandemia, que afeta, em especial, as tripulações. De acordo com o Flightaware, a United Airlines teve que cancelar 200 voos na sexta-feira e neste sábado, o correspondente a 10% dos programados. Leia também Mais de 2.000 voos são cancelados no mundo por causa da Ômicron Mais contagiosa e menos grave: o que já se sabe sobre a Ômicron? China registra o maior número de casos de Covid em quatro meses "O pico de casos de Ômicron em todo o país [EUA] nesta semana teve um impacto direto nas nossas tripulações e nas pessoas que dirigem nossas operações", afirmou a empresa em um comunicado.  A Delta Air Lines cancelou 260 voos, de acordo com a Flightaware, por causa da Ômicron e, em menor medida, devido às condições climáticas adversas.  "As equipes da Delta esgotaram todas as opções e recursos" antes de chegar a esses cancelamentos, ressaltou a companhia aérea.  Mais de dez voos da Alaska Airlines foram cancelados, depois que alguns de seus funcionários relataram terem sido "potencialmente expostos ao vírus" e tiveram de se isolar.  Os cancelamentos afetam os planos de viagens nas festas de fim de ano, depois que o Natal de 2020 foi muito prejudicado pela pandemia.  As companhias aéreas chinesas também foram muito afetadas e a China Eastern cancelou 480 voos, quase 20% das viagens programadas, enquanto a Air China cancelou 15% dos voos.  Segundo estimativas da Associação Automobilística Americana (AAA), mais de 109 milhões de americanos devem deixar sua área de residência de avião, trem ou carro, entre 23 de dezembro e 2 de janeiro, um aumento de 34% em relação ao ano passado. A maioria dos voos foi programada antes do surto da Ômicron, variante que está se espalhando em grande velocidade e é mais contagiosa do que as anteriores.   Enfeites, luzes e máscaras: cenários do Natal de 2021 pelo mundo

Quase 4.500 voos são cancelados no mundo por avanço da Ômicron
Aviões são vistos em Nova York depois que vários voos foram cancelados
Aviões são vistos em Nova York depois que vários voos foram cancelados Dieu-Nalio Chery/Reuters - 24.12.2021

As companhias aéreas cancelaram entre a última sexta-feira (24) e o sábado (25) quase 4.500 voos em todo o mundo e milhares de viagens sofreram atrasos devido à expansão da variante Ômicron do coronavírus, informou o site Flightaware.

Uma rota, no entanto, permaneceu aberta: a do trenó do Papai Noel para distribuir os presentes entre as crianças, informaram os funcionários do Departamento de Defesa dos Estados Unidos ao presidente Joe Biden.

De acordo com o Flightaware, ao menos 2 mil voos foram cancelados no dia de Natal, incluindo 700 com origem nos Estados Unidos ou com destino ao país, e quase 1.500 sofreram atrasos, segundo um balanço feito até as 4h20 (horário de Brasília). Na sexta-feira foram registrados quase 2.400 cancelamentos e 11 mil atrasos.

Muitas companhias aéreas ouvidas pela AFP mencionaram como causa a nova onda da pandemia, que afeta, em especial, as tripulações.

De acordo com o Flightaware, a United Airlines teve que cancelar 200 voos na sexta-feira e neste sábado, o correspondente a 10% dos programados.

"O pico de casos de Ômicron em todo o país [EUA] nesta semana teve um impacto direto nas nossas tripulações e nas pessoas que dirigem nossas operações", afirmou a empresa em um comunicado. 

A Delta Air Lines cancelou 260 voos, de acordo com a Flightaware, por causa da Ômicron e, em menor medida, devido às condições climáticas adversas. 

"As equipes da Delta esgotaram todas as opções e recursos" antes de chegar a esses cancelamentos, ressaltou a companhia aérea. 

Mais de dez voos da Alaska Airlines foram cancelados, depois que alguns de seus funcionários relataram terem sido "potencialmente expostos ao vírus" e tiveram de se isolar. 

Os cancelamentos afetam os planos de viagens nas festas de fim de ano, depois que o Natal de 2020 foi muito prejudicado pela pandemia. 

As companhias aéreas chinesas também foram muito afetadas e a China Eastern cancelou 480 voos, quase 20% das viagens programadas, enquanto a Air China cancelou 15% dos voos. 

Segundo estimativas da Associação Automobilística Americana (AAA), mais de 109 milhões de americanos devem deixar sua área de residência de avião, trem ou carro, entre 23 de dezembro e 2 de janeiro, um aumento de 34% em relação ao ano passado.

A maioria dos voos foi programada antes do surto da Ômicron, variante que está se espalhando em grande velocidade e é mais contagiosa do que as anteriores.

 

Enfeites, luzes e máscaras: cenários do Natal de 2021 pelo mundo
","content":"People take pictures with Christmas decorations in front of a shopping mall in Bangkok on December 22, 2021.\nLillian SUWANRUMPHA / AFP","position":5},{"width":1024,"height":682,"url":"https://img.r7.com/images/afp-decoracao-natal-seoul-1500-22122021151323473","author":"Anthony Wallace/AFP - 22.12.2021","subtitle":"Essa instala\u00e7\u00e3o de Natal em Seul, capital da Coreia do Sul, usou luzes para imitar um campo repleto de flores ","content":"People pose for photos at a Christmas light installation in Seoul on December 22, 2021.\nANTHONY WALLACE / AFP","position":6},{"width":1730,"height":1155,"url":"https://img.r7.com/images/reuters-decoracao-de-natal-filipinas-1500-22122021150313348","author":"Lisa Marie David/Reuters - 22.12.2021","subtitle":"Uma mulher e seu filho caminham na dire\u00e7\u00e3o de uma casa toda iluminada e decorada para ser o abrigo do Papai Noel em Manila, capital das Filipinas","content":"A woman and a child walk past a house decorated with Christmas lights and Santa Claus display, in Manila, Philippines, December 22, 2021. REUTERS/Lisa Marie David","position":7},{"width":1500,"height":1000,"url":"https://img.r7.com/images/efeepa-decoracao-de-natal-taiwan-1500-22122021145248645","author":"Ritchie B. Tongo/EFE - 14.12.2021","subtitle":"Em meio \u00e0s luzes e decora\u00e7\u00f5es, uma placa lembra os frequentadores deste centro comercial da obrigatoriedade do uso de m\u00e1scaras para prevenir a Covid-19, em Taipei, na ilha de Taiwan","content":"Taipei (Taiwan), 14/12/2021.- A banner is installed saying 'always wear masks' as people walk Christmas decorations in New Taipei City, Taiwan, 14 December 2021. So far three confirmed cases of the Omicron variant of SARS-CoV-2 was reported in Taiwan. Authorities are urging people not to be complaisant and follow strict guidelines for preventive measures against Covid-19. EFE/EPA/RITCHIE B. TONGO","position":8},{"width":1500,"height":1000,"url":"https://img.r7.com/images/efeepa-decoracao-de-natal-taiwan-1500-22122021145249257","author":"Ritchie B. Tongo/EFE - 14.12.2021","subtitle":"As pessoas usam m\u00e1scaras neste corredor todo iluminado e enfeitado para o Natal em Taipei","content":"Taipei (Taiwan), 14/12/2021.- People wearing mask take photos under Christmas decorations in New Taipei City, Taiwan, 14 December 2021. So far three confirmed cases of the Omicron variant of SARS-CoV-2 was reported in Taiwan. Authorities are urging people not to be complaisant and follow strict guidelines for preventive measures against Covid-19. EFE/EPA/RITCHIE B. TONGO","position":9}]" data-article-gallery-url="http://noticias.r7.com/internacional/fotos/enfeites-luzes-e-mascaras-cenarios-do-natal-de-2021-pelo-mundo-24122021" style="clear:both;">