RJ: 'É uma operação de guerra para uma pessoa ir à praia', diz coronel

Luiz Henrique Marinho Pires, secretário da Polícia Militar, diz que é obrigado a usar cães, cavalos, aeronave e quase 800 homens por dia aos fins de semana

RJ: 'É uma operação de guerra para uma pessoa ir à praia', diz coronel
O coronel Luiz Henrique Marinho Pires, secretário da Polícia MilitarDivulgação

"Eu falo que nós somos o único estado em que eu faço quase uma operação de guerra para uma pessoa ir à praia. Eu emprego na praia cachorro, cavalo, quase 800 homens por dia aos finais de semana. Emprego na praia aeronave, tropa especial... É quase uma operação de guerra, utilizando as melhores unidades para a praia. É uma coisa complexa e precisa ser entendida", afirma o secretário.

"A gente aumentou o patrulhamento e está ampliando (o policiamento) de forma progressiva. Estamos conversando com outros órgãos públicos para que eles participem desse processo da Operação Verão. Eu dependo de ter mobilidade de transporte para levar e tirar as pessoas da praia. Dependo do apoio da Secretaria de Assistência Social, da parceira com a Guarda Municipal e da Secretaria de Ordem Pública. Nós estamos construindo isso com eles. Claro, o policiamento é fundamental. Mas esse envolvimento é muito importante", afirma o secretário.

Leia mais...