Ucrânia alega falta de segurança e não fará corredores humanitários nesta quarta-feira (13)

Iryna Vereshchuk, vice-primeira-ministra da Ucrânia REUTERS/Valentyn Ogirenko A Ucrânia não abrirá nenhum corredor humanitário nesta quarta-feira (13), disse um funcionário do governo que acusou os russos de "violar as normas do direito internacional", o que torna a situação "perigosa". "Infelizmente não abriremos corredores humanitários hoje. Na região de Zaporizhzhia (sul), os ocupantes bloquearam ônibus e na região de Lugansk (leste), eles violam o cessar-fogo", disse a vice-primeira-ministra ucraniana Iryna Vereshchuk no Telegram. "Os ocupantes não só não respeitam as normas do direito internacional humanitário, mas também não podem controlar adequadamente seus homens no terreno. Tudo isso cria um nível de perigo tão alto nas rotas que somos obrigados a abster-nos de abrir hoje corredores humanitários", continuou. Veja também Internacional Volodmir Zelenski propõe troca de magnata por ucranianos Internacional Joe Biden acusa Vladimir Putin de genocídio por guerra na Ucrânia Internacional Cidade ucraniana tomada pela Rússia tem soldados em escola A Ucrânia acusa sistematicamente a Rússia de não respeitar o cessar-fogo nos corredores humanitários, embora seja raro que as autoridades renunciem completamente a eles. A última suspensão de todas as evacuações data de 28 de março. Autoridades locais no leste da Ucrânia pediram à população que saia diante de uma iminente ofensiva russa naquela parte do país.

Ucrânia alega falta de segurança e não fará corredores humanitários nesta quarta-feira (13)
Iryna Vereshchuk, vice-primeira-ministra da Ucrânia
Iryna Vereshchuk, vice-primeira-ministra da Ucrânia REUTERS/Valentyn Ogirenko

A Ucrânia não abrirá nenhum corredor humanitário nesta quarta-feira (13), disse um funcionário do governo que acusou os russos de "violar as normas do direito internacional", o que torna a situação "perigosa".

"Infelizmente não abriremos corredores humanitários hoje. Na região de Zaporizhzhia (sul), os ocupantes bloquearam ônibus e na região de Lugansk (leste), eles violam o cessar-fogo", disse a vice-primeira-ministra ucraniana Iryna Vereshchuk no Telegram.

"Os ocupantes não só não respeitam as normas do direito internacional humanitário, mas também não podem controlar adequadamente seus homens no terreno. Tudo isso cria um nível de perigo tão alto nas rotas que somos obrigados a abster-nos de abrir hoje corredores humanitários", continuou.

A Ucrânia acusa sistematicamente a Rússia de não respeitar o cessar-fogo nos corredores humanitários, embora seja raro que as autoridades renunciem completamente a eles. A última suspensão de todas as evacuações data de 28 de março.

Autoridades locais no leste da Ucrânia pediram à população que saia diante de uma iminente ofensiva russa naquela parte do país.

Mariupol, no sul da Ucr\u00e2nia, no litoral do mar de Azov, est\u00e1 sitiada h\u00e1 mais de duas semanas pelas tropas russas. A regi\u00e3o \u00e9 estrat\u00e9gica para a R\u00fassia porque liga outros territ\u00f3rios j\u00e1 conquistados 
","content":null,"position":0},{"width":1020,"height":852,"url":"https://img.r7.com/images/ucrania-mapa-guerra-22032022153043287","author":"Marim\u00e9 Brunengo, Jonathan Jacobsen, Jochen Gebauer, Maria Cecilia Rezende /AFP","subtitle":"Se Mariupol for tomada, os russos criam um corredor por terra da Crimeia at\u00e9 os territ\u00f3rios ucranianos pr\u00f3-R\u00fassia","content":"","position":1},{"width":1280,"height":867,"url":"https://img.r7.com/images/ucrania-mariupol-manifestacoes-22032022143001363","author":"Alexander Ermochenko/Reuters - 20.03.2022","subtitle":"Al\u00e9m disso, h\u00e1 navios posicionados no mar de Azov que transportam tanques, o que permitiria a passagem de mais refor\u00e7os para o Ex\u00e9rcito","content":null,"position":2},{"width":1280,"height":853,"url":"https://img.r7.com/images/ucrania-mariupol-manifestacoes-22032022143000314","author":"Alexander Ermochenko/Reuters - 17.03.2022","subtitle":"Mariupol tamb\u00e9m tem o maior porto da regi\u00e3o; se for conquistado, bloquearia o abastecimento da Ucr\u00e2nia, que j\u00e1 est\u00e1  prejudicado desde o in\u00edcio da guerra com a R\u00fassia, e afetaria ainda mais a economia do pa\u00eds","content":null,"position":3},{"width":1280,"height":872,"url":"https://img.r7.com/images/ucrania-mariupol-manifestacoes-22032022143001028","author":"Alexander Ermochenko/Reuters - 17.03.2022","subtitle":"Ap\u00f3s a invas\u00e3o russa, os habitantes que permaneceram na cidade enfrentam a falta de \u00e1gua, alimentos e rem\u00e9dios. Uma menina de 6 anos morreu de desidrata\u00e7\u00e3o sob as ru\u00ednas de sua casa depois que o local foi atingido pelos ataques russos","content":null,"position":4},{"width":1280,"height":815,"url":"https://img.r7.com/images/ucrania-mariupol-manifestacoes-22032022143001601","author":"Alexander Ermochenko/Reuters - 17.03.2022","subtitle":"A cidade tamb\u00e9m \u00e9 um dos principais pontos de resist\u00eancia ucraniana, e os russos n\u00e3o querem levar essa derrota para casa. Os combates j\u00e1 destru\u00edram 80% dos pr\u00e9dios residenciais, segundo a prefeitura de Mariupol. A situa\u00e7\u00e3o obrigou 30 mil pessoas a deixar a regi\u00e3o","content":null,"position":5},{"width":1280,"height":853,"url":"https://img.r7.com/images/ucrania-mariupol-manifestacoes-22032022143000693","author":"Alexander Ermochenko/Reuters - 17.03.2022","subtitle":"O n\u00famero oficial de mortos na cidade desde a invas\u00e3o \u00e9 de 2.400, mas um conselheiro da prefeitura disse em entrevista \u00e0 r\u00e1dio ucraniana Current Time que estima que cerca de 20 mil pessoas tenham morrido","content":null,"position":6}]" data-article-gallery-url="http://noticias.r7.com/internacional/fotos/por-que-a-cidade-de-mariupol-e-tao-importante-para-a-russia-22032022" style="clear:both;">