UTI do Hospital Municipal de Cuiabá alcança taxa zero de infecção do trato urinário

A Unidade de Terapia Intensiva 2 – UTI do Hospital Municipal de Cuiabá – HMC conseguiu reduzir o número da densidade de incidência de infecção do trato urinário - ITU de 1,6 para zero.  O resultado é referente ao período de seis meses de monitoramento, que começou desde o início do projeto PROADI-SUS “Saúde em nossas Mãos”, em setembro de 2021. “Graças ao esforço da equipe multidisciplinar, treinamento, orientações periódicas de todos os profissionais, higienização das mãos, implantação do pacote de prevenção de ITU, bem como seu monitoramento e vigilância, alcançamos uma melhoria nos indicadores de ITU”, destacou a infectologista Talita Arruma. Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI). O Núcleo de Gestão de Qualidade - NGQH e o Serviço de Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar – SPCIRAS do HMC realizaram na quarta-feira (14) e quinta-feira (15) uma reunião com a equipe da UTI2, para apresentar os dados referentes à higiene das mãos e a densidades de incidência de infecção do trato urinário associada ao cateter vesical de demora pneumonia associada à ventilação mecânica e a infecção primária de corrente sanguínea associada a cateter venoso central, para avaliação dos resultados das mudanças executadas com o Projeto “Saúde em nossas Mãos”, ligado ao Ministério da Saúde.&n...

UTI do Hospital Municipal de Cuiabá alcança taxa zero de infecção do trato urinário
A Unidade de Terapia Intensiva 2 – UTI do Hospital Municipal de Cuiabá – HMC conseguiu reduzir o número da densidade de incidência de infecção do trato urinário - ITU de 1,6 para zero.  O resultado é referente ao período de seis meses de monitoramento, que começou desde o início do projeto PROADI-SUS “Saúde em nossas Mãos”, em setembro de 2021. “Graças ao esforço da equipe multidisciplinar, treinamento, orientações periódicas de todos os profissionais, higienização das mãos, implantação do pacote de prevenção de ITU, bem como seu monitoramento e vigilância, alcançamos uma melhoria nos indicadores de ITU”, destacou a infectologista Talita Arruma. Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI). O Núcleo de Gestão de Qualidade - NGQH e o Serviço de Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar – SPCIRAS do HMC realizaram na quarta-feira (14) e quinta-feira (15) uma reunião com a equipe da UTI2, para apresentar os dados referentes à higiene das mãos e a densidades de incidência de infecção do trato urinário associada ao cateter vesical de demora pneumonia associada à ventilação mecânica e a infecção primária de corrente sanguínea associada a cateter venoso central, para avaliação dos resultados das mudanças executadas com o Projeto “Saúde em nossas Mãos”, ligado ao Ministério da Saúde.&n...