CEO do Twitter e Elon Musk batem boca sobre bots da rede social

O CEO do Twitter, Parag Agrawal, se manifestou publicamente contra as declarações de Elon Musk sobre a quantidade de bots e perfis de spam na plataforma. Segundo o atual chefe da plataforma, não é possível mensurar a quantidade de robôs a partir de uma amostragem aleatória de 100 contas. Twitter testa rótulo "Curtido pelo autor" em respostas Elon Musk pode reverter banimento de Trump do Twitter Agrawal disse que as estimativas internas para os quatro últimos trimestres apresentaram uma taxa bem abaixo de 5% dos perfis. O bilionário suspendeu temporariamente a compra de US$ 44 bilhões porque suspeita que os números repassados de usuários não fossem verdadeiros. For those of you who want to learn more in the meantime: https://t.co/3zShh9dbMjhttps://t.co/njNfHHGrZq -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- — Parag Agrawal (@paraga) May 16, 2022 O CEO da Tesla teria colocado o negócio sob risco ao afirmar que 5% dos usuários ativos diários seriam de bots ou contas de spam. Após a declaração do comprador, o preço das ações da empresa despencaram e holofotes se voltaram para a rede social novamente. O chefão do Twitter disse que espera dar andamento às tratativas de compra, pois compartilharam uma visão geral do processo de estimativa com Elon há uma semana. A empresa garante ser impossível fazer esse tipo de experimento de modo externo, já que são necessárias informações privadas para mensurar adequadamente o relatório mensal de usuários ativos diários. A essa ponderação, Musk apenas respondeu com um emoji de cocô:

CEO do Twitter e Elon Musk batem boca sobre bots da rede social

O CEO do Twitter, Parag Agrawal, se manifestou publicamente contra as declarações de Elon Musk sobre a quantidade de bots e perfis de spam na plataforma. Segundo o atual chefe da plataforma, não é possível mensurar a quantidade de robôs a partir de uma amostragem aleatória de 100 contas.

Agrawal disse que as estimativas internas para os quatro últimos trimestres apresentaram uma taxa bem abaixo de 5% dos perfis. O bilionário suspendeu temporariamente a compra de US$ 44 bilhões porque suspeita que os números repassados de usuários não fossem verdadeiros.

O CEO da Tesla teria colocado o negócio sob risco ao afirmar que 5% dos usuários ativos diários seriam de bots ou contas de spam. Após a declaração do comprador, o preço das ações da empresa despencaram e holofotes se voltaram para a rede social novamente.

O chefão do Twitter disse que espera dar andamento às tratativas de compra, pois compartilharam uma visão geral do processo de estimativa com Elon há uma semana. A empresa garante ser impossível fazer esse tipo de experimento de modo externo, já que são necessárias informações privadas para mensurar adequadamente o relatório mensal de usuários ativos diários.

A essa ponderação, Musk apenas respondeu com um emoji de cocô: