Estadunidenses buscam mais plástica para ter "bumbum brasileiro"

A cirurgia de lifting na região dos glúteos foi realizada mais de 61 mil vezes só em 2021, aponta levantamento

Estadunidenses buscam mais plástica para ter "bumbum brasileiro"
Apesar da popularidade, profissionais chamam atenção para a seriedade da cirurgiaThinkstock/Getty Images

A relação com o Brasil é feita devido ao esteriótipo em relação ao corpo das mulheres brasileiras, que seriam de bumbuns grandes e empinados. A cirurgia começou a ganhar força na cidade de Miami, Florida. Ao The New York Times, o médico cirurgião Michael Salzhauer afirma que movimentos de exaltação de corpos latinos e negros também influenciaram no aumento das buscas pelo procedimento.

Apesar dessa moda estar ganhando cada vez mais força e ser um procedimento relativamente barato nos Estados Unidos, os especialistas chamam a atenção para os riscos e o alto índice de morte provocados pela plástica. Um dos problemas que podem surgir após a cirurgia é a migração da gordura enxertada no bumbum para o coração ou os músculos. Além disso, o pós-operatório é considerado tão complicado quanto qualquer outra cirurgia, já que estar em anestesia é um risco.

Leia mais...