Governo da Nigéria condena racismo contra africanos na Ucrânia

Milhares de cidadãos africanos relatam que foram impedidos de sair do país em guerra

Governo da Nigéria condena racismo contra africanos na Ucrânia
Muhammadu Buhari, presidente da NigériaReprodução/ Britannica

O cenário de guerra fez ucranianos, brasileiros e cidadãos de outras nacionalidades buscarem uma saída do país, uma delas pela Polônia. Mas, para africanos, a entrada no país vizinho tem sido barrada.

"Todos que fogem de uma situação de conflito têm o mesmo direito a uma passagem segura nos termos da convenção da ONU e a cor de seu passaporte ou de sua pele não deve fazer diferença", declarou o governante ao apontar o racismo.

Leia mais...