Motorista em alta velocidade bate em veículos e deixa sete pessoas feridas em Rio Branco

Um grave acidente deixou, pelo menos, sete pessoas feridas na madrugada de sábado, 2, em frente a um bar na Avenida Ceará, em Rio Branco. Em alta velocidade, um motorista de 21 anos bateu em um carro e depois ainda atingiu seis motocicletas e pessoas que estavam paradas em frente ao bar. O acidente ocorreu […]

Motorista em alta velocidade bate em veículos e deixa sete pessoas feridas em Rio Branco

Um grave acidente deixou, pelo menos, sete pessoas feridas na madrugada de sábado, 2, em frente a um bar na Avenida Ceará, em Rio Branco. Em alta velocidade, um motorista de 21 anos bateu em um carro e depois ainda atingiu seis motocicletas e pessoas que estavam paradas em frente ao bar.

O acidente ocorreu por volta das 3h50. Uma câmera de segurança do estabelecimento flagrou o momento em que o carro bate contra os motos e pessoas.

Conforme o Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTrans), após o acidente, houve uma tentativa de linchamento pelos populares e o motorista que causou o acidente abandonou o carro e fugiu. Quando a equipe policial chegou ao local, ele não foi mais localizado. Dentro do carro foram encontradas garrafas de cerveja.

O pai do motorista compareceu ao local para buscar o carro e, segundo o comandante do BPTrans, major Marleudo Nogueira, cabe à Polícia Civil instaurar inquérito.

“Possivelmente, ele estava sob influência de bebida alcoólica. As vítimas foram conduzidas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e ao Pronto-socorro. A informação que tivemos foi que, pela manhã de sábado, as vítimas da UPA já tinham sido liberadas todas e ainda restavam duas senhoras que estavam no carro que foi atingido. Eles estavam no PS para realizar exames, mas aparentemente sem risco grave”, disse.

O engenheiro Luan Marcel é dono do carro que foi atingido pelo motorista. Ele conta que a mãe, de 65 anos, era quem dirigia o veículo e que a irmã e uma amiga de 20 anos também estavam no carro no momento da batida. As três ficaram feridas e o carro dele ficou destruído.

Nas redes sociais, ele disse que a mãe ficou com ferimentos na cabeça, mãos e hematomas pelo corpo e muitas dores. A irmã dele também teve ferimentos na cabeça e hematomas e a amiga, além de corte na cabeça, teve uma possível fratura na bacia e, por isso, está com dificuldade de andar.

“Não consigo nem expressar o que tô sentindo, dói demais ver quem mais amo machucadas e tristes por causa de irresponsabilidade de terceiro e negligência do poder público no trânsito de Rio Branco, sem falar da perda do bem material de família, meu Pálio já possuía 13 anos de uso mas em ótimo estado, quem me conhece sabe o quanto zelava e gostava daquele veículo. Não tinha nem vontade de vender”, desabafou o jovem. (Por Iryá Rodrigues/ g1 Acre)