O maior evento de música clássica da América Latina começa neste sábado (2)

Festival de Inverno de Campos do Jordão terá mais de 80 concertos em quatro locais de Campos e também na Sala São Paulo; evento tem programação focada no centenário da Semana de Arte Moderna de 1922 The post O maior evento de música clássica da América Latina começa neste sábado (2) appeared first on CNN Brasil V&G.

O maior evento de música clássica da América Latina começa neste sábado (2)

Durante todo o mês de julho, a cidade serrana de Campos do Jordão e a capital São Paulo recebem o maior e mais tradicional evento de música clássica da América Latina, o Festival de Inverno de Campos do Jordão.

Neste ano, os 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922, completados em fevereiro último, permeiam toda a programação do Festival, com o tema Modernos Eternos.

A expressão é inspirada no início do poema “Eterno”, do livro “Fazendeiro do Ar” (1954), do poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade:

“E como ficou chato ser moderno.
Agora serei eterno.”

Em sua 52ª edição, serão ao todo 84 concertos, sendo 90% deles gratuitos, em quatro locais espalhados por Campos do Jordão: o tradicional Auditório Claudio Santoro, no Parque Felicia Leirner (apresentações de sexta a domingo); o recém-inaugurado Parque Capivari (sábados e domingos); o Palácio Boa Vista, com concertos na Capela de São Pedro e em um palco externo (sábados e domingos); e a histórica Igreja de Santa Teresinha, no centro da cidade (sextas-feiras).

A Sala São Paulo também terá uma agenda diária de apresentações, divididas entre a Sala de Concertos e a Sala do Coro, e com ênfase em apresentações de Artistas do Festival.

Um panorama do modernismo internacional, em especial das décadas de 1920 e 1930, poderá ser ouvido nos programas do Festival, com obras sinfônicas e camerísticas de compositores que chegaram à maturidade nesse período, como Igor Stravinsky, Béla Bartók, Manuel de Falla, Sergei Prokofiev, Silvestre Revueltas, Paul Hindemith, Bohuslav Martinů e, é claro, Heitor Villa-Lobos, o grande nome da música brasileira presente na Semana de 1922.

Também serão lembrados o bicentenário do romântico belga César Franck e o centenário do vanguardista brasileiro Gilberto Mendes.

Destacam-se, na programação artística do Festival na cidade de Campos do Jordão, concertos da Osesp na abertura (com seu diretor musical e regente titular, Thierry Fischer, e o pianista canadense Jan Lisiecki, no dia 2), e no penúltimo dia do evento (com o maestro costa-riquenho Giancarlo Guerrero, dia 30).

Outros programas imperdíveis também são a Orquestra Filarmônica de Goiás sob a batuta de Neil Thomson (dia 16), a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo com regência de Roberto Minczuk e participação do violonista Yamandu Costa (dia 24);  a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas com seu novo regente, Carlos Prazeres (dia 30); a Orquestra do Festival com o violoncelista alemão Leonard Elschenbroich (dia 31); o concerto de música antiga com a Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba (dia 23); a participação de talentosas Orquestras Jovens brasileiras, como a Ojesp (dia 3), a Experimental de Repertório, a do Theatro São Pedro e a de Mogi das Cruzes (todas no dia 9); e um recital do pianista Lucas Thomazinho com a violoncelista Marina Martins, que venceu o concurso Jovens Solistas de 2018 (dia 22).

No módulo pedagógico, o Festival de Campos do Jordão receberá ao todo 142 alunos e 52 professores, que juntos vivenciarão mais de 1.000 horas-aula ao longo de quase um mês de Festival.

Estão programadas seis masterclasses com dois professores de destaque no cenário musical internacional: o violoncelista Leonard Elschenbroich e o pianista Alexei Grynyuk (que também realizam um recital no Festival, no dia 29).

A Orquestra do Festival, formada por alunos e professores, se apresentará sob a regência do brasileiro radicado nos Estados Unidos, Marcelo Lehninger, do turco Çem Mansur e do inglês, radicado no Brasil, Neil Thomson. Haverá, ainda, a entrega do tradicional Prêmio Eleazar de Carvalho, cujo nome homenageia o maestro criador do Festival e que premiará o músico de maior destaque do evento.

Serão mais de 80 concertos em Campos do Jordão e, também, na Sala São Paulo / Bruna Brandão

“É até difícil calcular o impacto que um festival como o de Campos do Jordão pode ter na vida dos estudantes que participam como bolsistas. O perfil social desses alunos mudou muito ao longo de mais de 50 anos de evento, e hoje em dia é muito mais variado e gera alternativas profissionais para pessoas que de outra forma talvez não tivessem contato com esse universo”, explica o Coordenador Artístico-Pedagógico do Festival, Fábio Zanon.

“Além disso, a maior parte dos professores neste ano virá da própria Osesp e de outras importantes orquestras brasileiras, e para muitos estudantes essa é uma enorme oportunidade de vivência e aprendizado.”

52º Festival de Inverno de Campos do Jordão

Data: de 2 a 31 de julho de 2022

Locais (Campos do Jordão e São Paulo):

AUDITÓRIO CLAUDIO SANTORO
 Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1.880, Alto da Boa Vista — Campos do Jordão, SP. Tel. (12) 3662-2334. 814 lugares. Ingressos: Entre R$ 50 e R$ 100. Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.
Início da venda de ingressos previsto para 23 de junho.

PARQUE CAPIVARI
 R. Eng. Diogo José de Carvalho, 1291, Capivari — Campos do Jordão — SP. 700 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: diariamente, das 10h às 18h.
Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

PALÁCIO BOA VISTA — PALCO EXTERNO

Av. Adhemar Pereira de Barros, 3001, Jardim Dirce — Campos do Jordão — SP. 300 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.
Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

PALÁCIO BOA VISTA — CAPELA

Av. Adhemar Pereira de Barros, 3001, Jardim Dirce — Campos do Jordão — SP. 120 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.
Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

IGREJA DE SANTA TERESINHA
Rua Tadeu Rangel Pestana, 662, Abernéssia — Campos do Jordão — SP, Tel. (12) 3662-1740. 200 lugares. Gratuito.
Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

SALA SÃO PAULO — SALA DE CONCERTOS

Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos — São Paulo — SP. Tel. (11) 3367-9500. 1.484 lugares. Gratuito.
Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

SALA SÃO PAULO — SALA DO CORO

Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos — São Paulo — SP. Tel. (11) 3367-9500. 150 lugares. Gratuito.
Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.


The post O maior evento de música clássica da América Latina começa neste sábado (2) appeared first on CNN Brasil V&G.