Polícia Civil recupera R$ 2 mil subtraídos de duas vítimas em golpes distintos de estelionato

Duas ações distintas realizadas pela Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Informáticos (DRCI), resultaram na recuperação de R$ 2 mil, subtraídos de vítimas de golpes de estelionato aplicados pela Internet. Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI). O primeiro golpe foi aplicado contra uma vítima de Maceió estado de Alagoas. Acreditando estar atendendo um pedido seu filho feito pelo aplicativo whatsapp, a vítima fez três transferência via pix para contas distintas nos valores de R$ 1.250, R$ 2.865 e R$ 8.455 para o golpista. A equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) recebeu a denúncia e acionou a equipe da DRCI, uma vez que havia informações que as contas eram do estado de Mato Grosso. Com base nas informações passadas, foi possível fazer o bloqueio de R$ 1.400 subtraídos da vítima. A segunda vítima acreditando conversar com uma conhecida, negociou uma televisão pelo valor R$ 670. Logo após a transferência via pix, a vítima percebeu que havia caído em um golpe, uma vez que o golpista continuou pedindo dinheiro se passando pela amiga da vítima. Em diligências sobre o caso, a equipe da DRCI conseguiu recuperar R$ 600 do valor subtraído com o golpe. Com as duas ações, foi possível recuperar R$ 2 mil por meio de bloqueios em contas bancárias e que serão restituídos às vítimas. CRIMES PELA INTERNET Polícia Civil recupera R$ 2 mil s...

Polícia Civil recupera R$ 2 mil subtraídos de duas vítimas em golpes distintos de estelionato
Duas ações distintas realizadas pela Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Informáticos (DRCI), resultaram na recuperação de R$ 2 mil, subtraídos de vítimas de golpes de estelionato aplicados pela Internet. Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI). O primeiro golpe foi aplicado contra uma vítima de Maceió estado de Alagoas. Acreditando estar atendendo um pedido seu filho feito pelo aplicativo whatsapp, a vítima fez três transferência via pix para contas distintas nos valores de R$ 1.250, R$ 2.865 e R$ 8.455 para o golpista. A equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) recebeu a denúncia e acionou a equipe da DRCI, uma vez que havia informações que as contas eram do estado de Mato Grosso. Com base nas informações passadas, foi possível fazer o bloqueio de R$ 1.400 subtraídos da vítima. A segunda vítima acreditando conversar com uma conhecida, negociou uma televisão pelo valor R$ 670. Logo após a transferência via pix, a vítima percebeu que havia caído em um golpe, uma vez que o golpista continuou pedindo dinheiro se passando pela amiga da vítima. Em diligências sobre o caso, a equipe da DRCI conseguiu recuperar R$ 600 do valor subtraído com o golpe. Com as duas ações, foi possível recuperar R$ 2 mil por meio de bloqueios em contas bancárias e que serão restituídos às vítimas. CRIMES PELA INTERNET Polícia Civil recupera R$ 2 mil s...