Big Banner Hospedagem de Site 1360x150
Terça, 22 Setembro 2020 20:06

Mulheres indígenas criticam a fala de Bolsonaro na ONU sobre queimadas

O presidente Jair Bolsonaro participou da 75ª edição Assembleia Geral da ONU na manhã desta terça-feira (22). Entre os pontos abordados no discurso, ele comentou as queimadas no

Pantal e na Amazônia e disse que elas são causadas pelos povos indígenas.

Reprodução/Instagram/TV Brasil
Mulheres indígenas criticam a fala de Bolsonaro na ONU

"Nossa floresta é úmida e não permite a propagação de fogo no seu interior. Os incêndios ocorrem onde o caboclo e o índio queimam seus roçados em busca de sobrevivência, em áreas já desmatadas", disse o presidente.

Essa fala causou revolta entre as lideranças das comunidades tradicionais e mulheres indígenas se criticaram o posicionamento de Bolsonaro. Chirley Pankará, militante e codeputada estadual em São Paulo pela Bancada Ativista (Psol), chamou Bolsonaro de mentiroso no Twitter e escreveu: "Somo nós os responsáveis por apagar o fogo causado por seus aliados, grileiros fazendeiros, assassinos da natureza. Não toleraremos calunias e incitação de ódio!".

Já Sonia Guajajara, que foi candidata a vice-presidente em 2018, disse que o presidente mentiu mais uma vez e que os responsáveis pelas queimadas se sentem mais empoderados a desmatar por causa dessas falas. A ativista Watatakalu Yawalapiti questionou os eleitores de Bolsonaro ao questionar: "Será que os eleitores dele não tem vergonha de ter colocado um mentiroso desse no poder? Não sei de quem que fiquei com mais pena, se foi dos que colocaram ele no poder ou de quem estava lá ouvindo as mentiras".

A deputada federal Joenia Wapichana (Rede Sustentabilidade) também se pronunciou sobre a fala na ONU. "É vergonhosa e leviana a atitude do presidente Bolsonaro na ONU, ao jogar a culpa pelos incêndios ambientais aos povos indígenas, originários desse país. Isso prova o despreparo, a incompetência e irresponsabilidade em administrar o Brasil. O incêndio no Pantanal, somado ao aumento do desmatamento na Amazônia, é o resultado do desmonte das políticas de proteção ao meio ambiente adotado por esse desgoverno", ela escreveu no Twitter.

O incêndio no Pantanal, somado ao aumento do desmatamento na Amazônia, é o resultado do desmonte das políticas de proteção ao meio ambiente adotado por esse desgoverno.

— Joenia Wapichana (@JoeniaWapichana) September 22, 2020


Bolsonaro mente mais uma vez na ONU. Nos envergonha com sua subserviência, e culpa mais uma vez, os povos indígenas por crimes que na verdade são cometidos por seus compadres, que agora se sentem empoderados a desmatar e queimar nossos biomas. Quem não te conhece, que te compre!

— Sonia Guajajara (@GuajajaraSonia) September 22, 2020


ABSURDO! #BolsonaroMentiroso acusa povos indígenas de sermos responsáveis por CAUSAR incêndios, quando somos nós os responsaveis por APAGAR o fogo causado por seus aliados, grileiros fazendeiros, assassinos da natureza.

Não toleraremos calunias e incitação de ódio! Monstro!

— Chirley Pankará (@ChirleyPankara) September 22, 2020


Como pode ser tão mentiroso assim? Será que os eleitores dele não tem vergonha de ter colocado um mentiroso desse no poder? Não sei de quem que fiquei com mais pena, se foi dos que colocaram ele no poder ou de quem estava lá ouvindo as mentiras.

— Watatakalu Yawalapiti (@watatakalu) September 22, 2020


Ler 43 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.