Terça, 20 Setembro 2016 00:13

Aposta da Globo em novos autores repercute na audiência e conquista a crítica

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Nos últimos anos, a Globo tem feito um esforço para renovar sua teledramaturgia e desse movimento novos talentos têm surgido no rol dos autores da emissora sediada no Jardim Botânico. Se

durante um tempo o canal contou com um grupo seleto de pessoas para escrever tramas para horários específicos, atualmente há um grande leque de autores contribuindo com novos estilos e diferentes narrativas. No horário das 19h, já há uma nova autora pronta para fazer sua estreia nas telenovelas,, responsável pela novidade "Rock Story".


Montagem/Divulgação/Globo
Novos autores trazem diferentes estilos para a dramaturgia da Globo

e formam outra dupla que estreará no mundo das novelas, com a trama "Novo Mundo", programada para o horário das 18h. Outra estreante será , que fará "Pega Ladrão", no horário das 19h. Com este quadro, percebe-se a vontade da de promover cada vez mais novos talentos na dramaturgia, uma fórmula que até o momento tem mostrado resultados positivos.


O preparou uma lista com alguns desses autores que surgiram nos últimos anos e que surpreenderam com trabalhos bem lapidados e que obtiveram bons desempenhos em termos de audiência:

Manuela Dias

A autora Manuela Dias
Globo/João Miguel Júnior
A autora Manuela Dias

Grande revelação da Globo em 2016, já tinha ampla experiência como roteirista de cinema e já havia colaborado em novelas como “Cordel Encantado” (2011) e “Joia Rara” (2013). Mas sua estreia solo na televisão ocorreu no início deste ano, quando fez a minissérie “Ligações Perigosas”, uma adaptação do romance francês de Choderlos de Laclos. A minissérie foi bem de audiência e foi muito elogiada pela crítica especializada.


Mas o grande estouro de Manuela como autora na televisão aconteceu no segundo semestre, com a minissérie “Justiça”, que ainda está no ar. A trama, que interliga quatro histórias diferentes, encontrou ótima audiência e uma excelente repercussão, sendo vista como uma revolução na maneira de se fazer dramaturgia na TV aberta brasileira. Em uma entrevista exclusiva ao, que será publicada na próxima quinta-feira (22), Manuela falou sobre o processo de escrever a minissérie: “A experiência que eu tive não colocou tradição e ousadia em confronto, pelo contrário, contei com toda experiência da tradição, por exemplo, na troca de ideias com o , para arriscar essa inovação. Estou inserida dentro de um contexto de produção de dramaturgia que historicamente inovou e testou os limites para contar histórias na TV”.

Lícia Manzo

A autora Lícia Manzo
Globo/João Cotta
A autora Lícia Manzo

Vista por muitos como uma espécie de sucessora de Manoel Carlos, estreou na faixa das 18h com a novela “A Vida da Gente” (2011). As novelas de Lícia são sempre focadas nas relações humanas e em conflitos familiares. Com diálogos longos e sutis, Lícia constrói tramas muito verdadeiras e emotivas, nas quais os personagens resolvem seus conflitos por meio dos diálogos e dos sentimentos.

“A Vida da Gente” teve boa repercussão na época de sua exibição e trama seguinte de Lícia, “Sete Vidas” (2015), encontrou boa audiência e fez o horário das 18h crescer. Em entrevista ao programa “Ofício em Cena”, da Globonews, a autora falou que acredita muito nas complexidades dos relacionamentos humanos. “Me ligavam muito em ‘A Vida da Gente’ e perguntavam se a Ana () ia se vingar. Eu odeio essa palavra ‘vingar’, acho uma palavra barata, você tem soluções tão mais criativas na vida para abraçar do que se vingar. O ser humano é tão complexo, tão paradoxal, que eu acho que ele alterna nele mesmo o vilão, a pessoa mais nobre, a mais burra, mais iluminada. É essa mistura e manda o ser humano. Se você se valer dessa palheta para desenhar um grupo de personagens, acho mais rico dramaturgicamente do que eu enfiar uma seta: esse é mau, esse é bom”, disse Lícia.

Thelma Guedes e Duca Rachid

As autoras Thelma Guedes e Duca Rachid
Globo/ Luiz C. Ribeiro
As autoras Thelma Guedes e Duca Rachid

Esta dupla de sucesso está com uma novela marcada para o horário das 21h, a primeira das duas autoras da Globo. No entanto, e começaram a trabalhar juntas em “O Profeta” (2006), remake da obra de . Ambas já tinham trabalhado como colaboradoras de , e quando ele foi escolhido para supervisionar “O Profeta”, ela sugeriu que as duas se unissem para escreverem a novela.


Desde então não pararam mais e produziram um sucesso atrás do outro, com ápice ocorrendo em “Cordel Encantado”, quando atingiram grande reconhecimento do público e da crítica. Por “Joia Rara” ganharam o prêmio Emmy Internacional de melhor novela.

Rosane Svartman e Paulo Halm

Os autores Rosane Svartman e Paulo Halm
Globo/Sergio Zalis
Os autores Rosane Svartman e Paulo Halm

Esta dupla de autores obteve grande sucesso como os titulares da temporada de “Malhação” que ficou conhecida como “Malhação Sonhos”, uma temporada que cativou o público com bons personagens e uma maior proximidade com os jovens. Depois deste trabalho, os dois repetiram a parceria escrevendo uma novela para o horário das 19h.


“Totalmente Demais”, trama desenvolvida pelos autores, se tornou um dos maiores sucessos que a Globo presenciou no horário nos últimos anos, com direito a um spin-off na internet. Além de ter uma ótima audiência, a trama teve enorme repercussão, dividindo o público entre o casal Eliza ( e Jonatas () e Eliza e Arthur (). Os dois já estão com um novo projeto em vista para a Globo, de acordo com a colunista , intitulado “Chuvas de Verão”.

Daniel Ortiz

O autor Daniel Ortiz
Globo/Zé Paulo Cardeal
O autor Daniel Ortiz

O jovem pupilo de Silvio de Abreu fez seu primeiro voo solo no horário das 19h, ao escrever a trama "Alto Astral" (2014), novela despretensiosa baseada em uma sinopse deixada por , que faleceu um 2009 em decorrência de um câncer. A novela obteve sucesso e conseguiu fazer a audiência do horário subir, depois de uma sucessão de fracassos de audiência em outras novelas.

Atualmente, Daniel está no ar com a novela “Haja Coração”, releitura de “Sassaricando” (1987), clássica novela de Silvio de Abreu. Com esta trama, Ortiz firma de vez seu espaço entre os autores da Globo, uma vez que a trama é um dos maiores sucessos de audiência do horário das 19h nos últimos anos, além de ter uma ótima repercussão.

Ler 41 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.