Segunda, 21 Setembro 2020 17:44

Preso pela morte de oficial de justiça revelou caso entre os dois e 'interesse financeiro', diz polícia


Versão está sendo apurada pela delegacia de Laranjal do Jari, onde ocorreu o crime. Ted Beânio Ramos foi encontrado dentro de casa com facadas pelo corpo. Faca usada no
crime foi deixada sobre a cama do oficial de justiça Polícia Civil/Divulgação O jovem de 19 anos preso no domingo (20) pela morte do oficial de justiça Ted Beanio Costa Ramos, de 50 anos, confessou à Polícia Civil que matou a vítima por interesse financeiro e revelou que os dois tinham um relacionamento. O crime aconteceu no fim de semana e chocou a população de Laranjal do Jari, a 265 quilômetros de Macapá. Os detalhes do relato foram informados nesta segunda-feira (21) pelo delegado Rômulo Viegas, que investiga o caso. Ted foi morto dentro de casa com várias facadas pelo corpo. O jovem foi preso horas depois do crime dentro da casa da mãe. Em depoimento, ele revelou à polícia que estava com Ted apenas por vantagens financeiras. Disse que era jogador de futebol e buscava no oficial dinheiro para comprar itens como chuteiras e acessórios. "Ele confessou que tinha matado o Ted. Em interrogatório disse que tinha relacionamento, onde o relacionamento era com fins financeiros. Tendo em vista que é atleta e queria chuteira e alguma vantagem. Disse que não gostava do Ted, e que sua companhia era unicamente financeira", detalhou. Ted Beânio, oficial de justiça foi morto em Laranjal do Jari TJAP/Divulgação No dia do crime, segundo o delegado, os dois estavam na casa de Ted. A polícia acredita que a morte foi premeditada em função dos relatos. "Possibilidade de homicídio qualificado por motivo torpe, pelo interesse financeiro, por não ter dado chance de defesa à vítima. Ele desceu para pegar a faca e colocou embaixo do travesseiro e disse que a vítima estava tentando forçar uma relação", contou o delegado. A polícia chegou até o jovem em função de um ferimento no braço que ele sofreu enquanto esfaqueava o oficial. O suspeito foi ao hospital e mentiu a um guarda municipal dizendo que havia sido assaltado. "Naquela noite, no entorno da casa, a Guarda Municipal deu apoio a um rapaz que estava andando pela rua com ferimento no braço. Ele informou ao guarda que havia sofrido um assalto. Com isso, identificamos o suspeito, descobrimos onde ele morava", completou. Além do homicídio qualificado, o jovem poderá responder por roubo, uma vez que o celular da vítima foi encontrado quebrado fora da residência. Ele seguirá preso e à disposição da Justiça. Delegado Rômulo Viegas, da Polícia Civil de Laranjal do Jari Reprodução Repercussão A morte de Ted, que trabalha no Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap) e atua na cidade, abalou os moradores. Dezenas de carros estavam no cortejo do corpo que foi transportado de Laranjal do Jari até o município de Amapá, onde ocorrerá o sepultamento. Ted é irmão da prefeita de Pracuúba, Belize Conceição Ramos. O Tjap emitiu uma nota em solidariedade à família do servidor por meio das redes sociais. "Sempre disposto, gentil, alegre, prestativo, generoso, com um caráter irretocável, senso de responsabilidade e dedicação (...) aos familiares e amigos, nossa solidariedade, e que esta dolorosa e prematura perda possa ser confortada pela fé no Pai Celestial", diz a nota de pesar. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá
Ler 42 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.