Segunda, 06 Mai 2019 12:04

Sargento da PM preso por tentativa de furto a banco no AP teria sido mentor do crime


Informação foi repassada pelos outros suspeitos presos. Crime aconteceu no domingo (5). Armas e celulares foram apreendidos na tentativa de furto em agência bancária em Pedra Branca do Amapari,
no interior do AmapáPolícia Militar/Divulgação O sargento da Polícia Militar (PM), de 45 anos, preso em flagrante no domingo (5) por participação em uma tentativa de furto teria sido o mentor de toda a ação. O alvo foi uma agência bancária que fica no município de Pedra Branca do Amapari, a 183 quilômetros de Macapá. A informação foi coletada nos depoimentos dos outros presos pelo crime e foi divulgada na manhã desta segunda-feira (6), em entrevista coletiva concedida pelo coronel Edielson Madureira, corregedor da PM, e pelo major Kleber Dias, comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). "A Polícia Militar está apurando e verificando a real participação desse policial e até que ponto ele está envolvido, pois o que foi passado pelos criminosos presos é que ele se tratava do grande mentor do crime. Ele teria idealizado tudo, levado essa quadrilha para o município e levantado as informações para a prática do crime", explicou o major. Coronel Edielson Madureira (à esquerda) e major Kleber Dias (à direita) durante entrevista coletiva Victor Vidigal/G1 O PM já conhecia o município de Pedra Branca do Amapari. Ele estava lotado na cidade até dois meses atrás, antes de ser transferido para o 4º Batalhão de Polícia Militar, na cidade de Santana. De acordo com Madureira, a corporação deve esperar o encerramento do flagrante pela Polícia Civil, para então iniciar os próprios processos administrativos. "Nós estamos aguardando o encerramento do flagrante, o encaminhamento dessas documentações que iremos requisitar do delegado e submeter ao Conselho de Ética, e posteriormente ao Conselho de Disciplina da PM. Com isso, vamos apurar a conduta desse policial militar e se ele tem condições de permanência nessa instituição", afirmou o corregedor. A partir dessa apuração, o colegiado militar terá 60 dias para chegar a uma decisão sobre a exclusão ou não do agente da corporação. Depois disso, o denunciado poderá apresentar defesa do resultado. Até a última atualização desta reportagem, o policial estava internado no Hospital de Emergência da capital, porque foi baleado na perna durante troca de tiros com o Bope, antes de ser preso. Segundo a PM, ele está detido e se encontra à disposição da Justiça para ser apresentado em audiência de custódia. Ele não tinha histórico de prática de crimes dentro da corporação, segundo o corregedor. Ao todo, participaram da tentativa de furto oito pessoas: o militar; um homem que foi morto em confronto com o Bope; um suspeito baleado - que também está no HE; quatro presos que moram no Pará; e um outro que conseguiu fugir. O Bope detalhou que comunicou os batalhões da PM para ficarem em alerta sobre o paradeiro desse oitavo suspeito. Com o grupo, os policiais apreenderam pistola, revólver, rifle, cilindros de oxigênio, furadeiras, macacos hidráulicos e bloqueador de sinal de celular. Outros materiais apreendidos com quadrilha presa em flagrante ao tentar furtar agência bancária no Amapá Polícia Militar/Divulgação A polícia informou ainda que, na sexta-feira (3), o alarme da agência dos Correios de Pedra Branca foi acionado, o que fez o Bope ficar em alerta quanto a tentativa de crimes na região. Por isso, uma equipe foi enviada até o município com objetivo de fazer patrulhamento no fim de semana. Isso facilitou com que o crime fosse impedido. Na tentativa de furto, os criminosos arrombaram a porta da agência bancária, reviraram armários, tiraram os equipamentos que fazem a gravação de imagens das câmeras de segurança, abriram o cofre, mas não conseguiram furtar nenhuma quantia de dinheiro. O Bope acredita que a quadrilha possa estar envolvida em outros casos de furtos a agências bancárias no Amapá. "As características são muito semelhantes. A forma de agir, o horário, sempre aos finais de semana. Não podemos afirmar, mas consideramos toda e qualquer possibilidade", finalizou o comandante do Bope. Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.
Ler 33 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.