Imprimir esta página
Sexta, 14 Agosto 2020 18:58

Cadê o Barça? Bayern humilha time de Messi na Champions por 8x2

O jogo entre Barcelona e Bayern de Munique prometia ser o mais equilibrado das quartas de final da Liga dos Campeões. Só faltou avisar ao time alemão. Os bávaros aplicaram um

massacre nos catalães, vencendo por impressionantes 8x2, na tarde desta sexta-feira (14), em Lisboa, e avançaram no torneio europeu.

Foi a pior derrota da história do Barcelona em competições do continente. Também foi o pior revés da carreira de Lionel Messi. O passeio lembrou o 7x1 que o Brasil levou na semifinal da Copa do Mundo de 2014, também aplicado por um lado alemão. Aliás, Neuer, Boateng e Thomas Müller estavam em ambos os jogos, além do técnico Hans-Dieter Flick - que, na época, era auxiliar de Joachim Low.

O resultado já começou a ser formado no primeiro tempo. As equipes foram para o intervalo com 4x1 para o Bayern no placar - e foi a primeira vez na história que o Barcelona sofreu quatro gols na etapa inicial de um jogo da Champions. Ao todo, Müller e Coutinho marcaram duas vezes, cada, e também fizeram gols Perisic, Gnabry, Kimmich e Lewandowski - Alaba, contra, e Suárez descontaram.

O Bayern agora espera o vencedor entre Manchester City e Lyon - a partida será neste sábado (15), às 16h. A semi está marcada para quarta-feira (19), às 16h. Na terça (18), RB Leipzig e Paris Saint-Germain decidem o finalista pela outra chave.

Para o Barça, é o fim da sua pior temporada em mais de uma década. A última vez que o clube havia terminado sem títulos, como agora, foi em 2007/08, quando tinha Deco e Ronaldinho Gaúcho. Além disso, desde 1976, a equipe não sofria cinco ou mais gols em uma competição europeia.

Os primeiros minutos da partida já mostravam que seria eletrizante. Aos 2, o Barcelona surgiu em um bom contra-ataque, Messi acionou Sergi Roberto, que cruzou pela direita. Mas Boateng conseguiu cortar antes da chegada de Suárez. Na sequência, Perisic encontrou Müller, que tabelou lindamente com Lewandowski na entrada da área. O camisa 25 mandou de canhota e abriu o placar.

O Barcelona empatou aos 6 minutos, com gol contra de Alaba. Jordi Alba recebeu lançamento longo e buscou Suárez na área. O zagueiro do Bayern tentou cortar, mas acabou mandando ao fundo da própria rede. Suárez e Busquets quiseram a virada pouco depois, só que Neuer e a trave impediram, respectivamente.

Os bávaros voltaram a ficar na frente aos 20 minutos, quando Gnabry roubou a bola e acionou Perisic, que bateu forte cruzado. Aos 26, veio o 3x1: Goretzka mandou passe para Gnabry, que deixou o dele. Sossegar? Que nada: Kimmich cruzou para Müller, que marcou, aos 30 minutos, o quarto gol do Bayern.

Na volta para o segundo tempo, os alemães continuaram avassaladores. Aos sete minutos, Lewandowski balançou as redes, mas a arbitragem flagrou posição de impedimento e nada valeu.

O Barcelona, então, descontou. Jordi Alba mandou para Suárez, que acertou o canto esquerdo de Neuer, aos 11, fazendo o 4x2. Parecia que os catalães conseguiriam reagir. Não foi dessa vez.

Davies fez jogada incrível pela esquerda, tocou para atrás, Kimmich apareceu e assinalou os 5x2, aos 17. Aos 36, foi a vez do artilheiro do Bayern deixar o dele: Coutinho cruzou, Lewandowski escorou de cabeça e fez o sexto. O brasileiro aplicou o sétimo aos 40, garantindo a lei do ex - ele dominou na área e bateu no canto de Ter Stegen. E, aos 43, Coutinho ficou de cara com o goleiro e selou o massacre sobre o Barcelona: 8x2.

Ler 12 vezes