Segunda, 21 Setembro 2020 06:00

14 pessoas são presas em operação contra pornografia infantil na internet em várias cidades do Paraná


Operação Proteção Integral cumpre 24 mandados de busca e apreensão na manhã desta segunda-feira (21). 14 pessoas são presas em operação contra pornografia infantil 14 pessoas foram presas em
uma operação contra pornografia infantojuvenil deflagrada na manhã desta segunda-feira (21) pela Polícia Civil em várias cidades no Paraná. Segundo a polícia, as prisões aconteceram em flagrante durante o cumprimento de 24 mandados de busca e apreensão em 16 cidades do estado. Os suspeitos presos têm entre 40 e 55 anos, segundo a polícia. Cerca de 150 policiais participaram da operação, batizada de Proteção Integral. Polícia Civil cumpre 24 mandados em operação contra pornografia infantil na internet Divulgação/PCPR Veja abaixo onde foram cumpridos mandados de busca: Curitiba (6); São José dos Pinhais (2); Quatro Barras (1); São Mateus do Sul (1); Pato Branco (1); Marmeleiro (1); Cascavel (1); Maringá (1); Londrina (1); Ibiporã (2); Ponta Grossa (1); Apucarana (1); Arapongas (2); Terra Boa (1); Godoy Moreira (1); Marechal Cândido Rondon (1). Investigação Segundo o delegado José Barreto, do Núcleo de Comabate aos Cibercrimes (Nuciber), a investigação foi motivada porque a polícia identificou que o número de acessos a esse tipo de conteúdo aumentou durante a pandemia. Durante as buscas, foram apreendidos computadores, notebooks, pendrives, HD's e outros dispositivos que possam ter armazenamento de fotos ou vídeos de crianças e adolescentes em situação sexual. "Encontramos todo o tipo de conteúdo, infelizmente, relacionados a nudez e ato sexual de crianças e adolescentes, até de crianças entre seis e sete anos, o que é muito complicado. Com base nisso, conseguimos os elementos para fazer as prisões", afirmou. O material, segundo a polícia, era compartilhado em redes secretas na internet. Segundo a polícia, quem armazena imagens de pornografia infantil pode pegar de um a quatro anos de prisão. A pena para quem compartilha o material é de três a seis anos de prisão. Já para quem produz estas imagens, a pena é de até oito anos de detenção. Foram apreendidos computadores, celulares e pendrives durante a operação Divulgação/PCPR Veja os vídeos mais assistidos do G1: Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Ler 19 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.