Big Banner Hospedagem de Site 1360x150
Terça, 22 Setembro 2020 15:53

Grávida morre após levar pauladas em Foz do Iguaçu, e companheiro é suspeito: 'Matou minha filha e meu netinho', diz pai


Segundo a polícia, equipe médica manteve vítima de feminicídio internada após morte cerebral para tentar salvar o bebê, que morreu na segunda-feira (21); suspeito está foragido. Uma grávida, de
19 anos, morreu após ser agredida com pauladas na cabeça, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. Ela foi internada no Hospital Municipal, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, onde teve morte cerebral. O suspeito de feminicídio era companheiro da vítima e está foragido, segundo a Polícia Civil. De acordo com o pai da vítima, apesar da morte cerebral da filha no dia 7 de setembro, a equipe médica a manteve internada com os aparelhos para tentar salvar o bebê, mas ele não resistiu e morreu. A mãe foi enterrada na segunda-feira (21). “O que ele fez não tem preço, ele matou a minha filha e meu netinho. Era a filha que mais vinha na minha casa, quase todo dia, agora não vem mais ninguém, estou sozinho. Não é fácil", contou o pai da vítima. A jovem foi levada ao hospital no dia 29 de agosto após ser agredida. Segundo a delegada Mônica Ferracioli, testemunhas disseram que viram o suspeito correndo atrás da vítima com um pau na mão, que usou para agredi-la. "Eu quero que ele pague pelo que ele fez, porque ninguém deve tirar a vida de uma pessoa, ainda mais de uma mulher grávida, uma mulher boa igual ela. Era uma mulher bonita, uma pessoa forte", disse o pai. De acordo com o pai da vítima, a jovem tinha outros dois filhos com o suspeito. A filha apanhou outras vezes do companheiro e já tinha sido internada por causa de agressões. “Se formos deixar para segunda ou terceira vez não adianta. Tem que ser na primeira vez. O cara fez errado, então corre atrás, prende, deixa na cadeia, porque mulher é indefesa, criança é indefesa.” Segundo a delegada, a mulher tinha uma medida protetiva por violência doméstica contra o ex-companheiro e havia um inquérito em andamento sobre o caso. De acordo com a polícia, o suspeito tem passagens e, até a publicação desta reportagem, não tinha sido localizado. A princípio, o caso foi tratado como lesão corporal, segundo a polícia. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Foz do Iguaçu. Caso é investigado pela Delegacia da Mulher de Foz do Iguaçu Reprodução/RPC Monitor da Violência: veja todos os vídeos Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Ler 25 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.