Big Banner Hospedagem de Site 1360x150
Terça, 22 Setembro 2020 07:57

Primavera é a época mais seca do ano e torna escassa chuva no interior do estado, diz Apac


'Não chove quase nada, principalmente no semiárido, em parte do Agreste e do Sertão', afirma Patrice Oliveira, gerente de meteorologia da Agência Pernambucana de Águas e Clima. Primavera: saiba
como fica a previsão do tempo para Pernambuco Nesta terça-feira (22), a primavera começou no Hemisfério Sul. Em Pernambuco, a estação traz preocupação para áreas do interior do estado. De acordo com Patrice Oliveira, gerente de meteorologia da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), os próximos três meses são os mais secos do ano. "Não chove quase nada, principalmente no semiárido, em parte do Agreste e do Sertão. A umidade baixa muito, então nós temos sempre que estar monitorando essa umidade do ar para lançar alertas quando necessário", afirmou em entrevista ao Bom Dia Pernambuco desta terça-feira (22). No dia 11 de setembro, o governo de Pernambuco decretou, por 180 dias, situação de emergência em 55 cidades do Sertão do estado, devido à estiagem prolongada. Os municípios presentes na lista podem receber recursos e auxílios para lidar com o problema. "Neste período, as chuvas param. Podemos ter pancadas pela manhã, logo cedinho, principalmente no litoral. Mas, no restante do estado, há pouca chuva, são inexpressivas", explicou o meteorologista. Primavera segue até dezembro Eduardo Ribeiro Jr./G1 Ainda segundo Patrice, a principal característica da primavera é que os dias são iguais às noites, o que causa o aumento de temperatura até culminar no verão, que começa em 21 de dezembro. Já os ventos fortes, registrados em junho e julho deste ano, ainda seguem. "Até o mês de novembro, nós vamos registrar rajadas de vento superiores a 11 ou 10 metros por segundo", disse. O meteorologista afirmou que há previsão de mais chuvas para o interior do estado em 2021. "Nós acreditamos que este ano nós estaremos sob efeito do La Niña, que é o resfriamento da área do Pacífico equatorial. Esperamos que este ano, em comparação com anos que tivemos o El Niño [aquecimento da área do Pacífico equatorial], seja diferente. A gente não ter El Niño e ter La Niña já é um bom princípio para as chuvas do próximo ano para o semiárido, é um ponto positivo", declarou. Vídeos mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Ler 5 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.