Imprimir esta página
Terça, 22 Setembro 2020 18:22

Alunos que comprovarem retorno das aulas presenciais poderão desbloquear passe estudantil

Estudantes que comprovarem o retorno das aulas presenciaisem Teresina poderão ter os passes

estudantis liberados. Para solicitar o desbloqueio, é necessário que a instituição de ensino emita uma declaração escolar. O processo deverá ser feito nos postos do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut), segundo a prefeitura.

Foto: Arquivo/ Jornal O Dia.

“O transporte público de Teresina vem se adequando as flexibilizações, por isso, os estudantes com atividades presenciais comprovadamente retomadas poderão solicitar o desbloqueio do passe. As medidas de segurança dentro dos ônibus seguirão sendo feitas e pedimos a colaboração dos estudantes para que também sigam as recomendações”, enfatiza Weldon Alves, gestor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

De acordo com a Prefeitura de Teresina, o monitoramento diário da quantidade de passageiros, por meio da bilhetagem eletrônica, continuará sendo feito pela Strans, que irá determinar adequações na frota conforme o aumento de usuários. Até o momento, seguem as recomendações do decreto 20.027, que determina a circulação somente de passageiros sentados e aumento das viagens em até 40% nos horários de pico.

Nesta terça-feira (22), foram liberadas as atividades de educação correspondentes ao terceiro ano e turmas preparatórias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); oitavo período em diante no ensino superior somente para atividades complementares e atividades práticas educacionais de saúde; cursos de formação na área de segurança pública para aprovados em concursos públicos, assim como treinamentos para profissionais da área.

A liberação se dará mediante apresentação do Plano de Segurança Sanitária e Contenção da COVID-19 pelas instituições.

Compartilhar no
Por: Jorge Machado, do Jornal O Dia com informações da PMT

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Ler 39 vezes