Segunda, 07 Setembro 2020 14:12

Professora de química produz e doa barras de sabão durante a pandemia em Pelotas


Desde março, com a ajuda do marido, Nadja Costa já produziu uma tonelada de sabão. Projeto criado pela professora busca produzir, multiplicar e dividir o produto. Professora de
química de Pelotas multiplica barras de sabão para doar na pandemia Uma professora de química de Pelotas, na Região Sul do estado, resolveu começar a produzir barras de sabão com o intuito de doar durante a pandemia de coronavírus. O projeto "Multiplicar e Dividir", idealizado pela professora Nadja Costa, já alcançou uma tonelada de sabão produzido desde o início da pandemia. "Tem muita gente precisando, então o que a gente tem precisa multiplicar", diz Nadja. O principal objetivo da professora é incentivar as pessoas a fazerem o mesmo em casa. Com 18 sabões comercializados em supermercados, é possível fazer 90 sabões caseiros. O formato e a cor podem variar de acordo com a criatividade. "A gente queria disseminar o conhecimento, ensinar as pessoas a produzir esse sabão porque muita gente pode usar como fonte de renda", diz Nadja. Veja o modo de preparo abaixo. Um dos locais que recebeu uma doação da professora foi o Quilombo Cerrito Alegre, em Pelotas. "Quando chegou essa pandemia aqui tava bem difícil. Quem tava trabalhando de carteira assinada perdeu o serviço. Fecharam tudo. E quando começou a chegar essa doação foi muito bem-vinda", conta a vice-coordenadora do Quilombo, Maria Vênancio da Silva Farias. Professora de Química resolveu unir conhecimento com solidariedade Reprodução / RBS TV Ultrapassando fronteiras O projeto ganhou fama e ultrapassou as fronteiras do estado. A Universidade do Pará também começou a produção e já fez mais de 1,2 mil quilos de sabão. "Eu abracei a causa por achar um projeto fantástico, e comecei a produzir o sabão no início de maio. E a gente faz um pedido a todos [...] que contribuam com o projeto, que a gente pode auxiliar mais pessoas, fazer com que esse sabão chegue para pessoas que não tem às vezes a mínima condição de higiene e estão desamparadas em relação ao combate desse novo coronavírus", diz o professor da UFPA, Jaime Júnior. Para contribuir com o projeto em Pelotas, doações de sabão em barra, açúcar e álcool 70% podem ser entregues na recepção do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFSul). Formato e cor do sabão podem variar de acordo com a criatividade Reprodução / RBS TV Como preparar a barra de sabão Misturar 400 ml de água e 400 gramas de açúcar para a calda Misturar a calda com duas barras de sabão ralado Como opção, é possível usar 300ml de álcool 70% Colocar a mistura na forma e esperar algumas horas - depende do clima no dia, pode demorar cerca de 2 a 3 horas ou mais A cor fica por conta do corante usado e a forma pode ser pote de plástico, de margarina, caixas de leite. Initial plugin text
Ler 30 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.