Terça, 08 Setembro 2020 09:04

Escola é ocupada em protesto à transferência de alunos em Porto Alegre


Estudantes seriam rematriculados em escola distante pouco menos de um quilômetro. Prédio será adaptado para receber população em situação de rua. RBS TV aguarda retorno da Secretária de Educação
sobre o assunto. Escola é ocupada em protesto à transferência de alunos em Porto Alegre Pais, professores, alunos e ex-alunos ocupam a Escola Estadual de Ensino Fundamental Rio Grande do Sul, no Centro de Porto Alegre, desde a sexta-feira (4). Segundo a direção da instituição, a ação é um protesto à transferência de alunos, já que o prédio será adaptado como um abrigo para população em situação de rua. "Nós tivemos uma audiência pública, na Assembleia Legislativa, e o Secretário de Educação manteve a posição de que nós iríamos para escola Leopolda Barnewitz, a comunidade é contra. Pra eles é distante", pontua a diretora Elisa Santana. A unidade de destino oferecida pela Secretaria de Educação fica no bairro Cidade Baixa, distante cerca de 950 metros da escola. Pais, alunos e professores dizem que seguem na escola até que se mude o posicionamento da Seduc em transferir os estudantes. A Secretária de Educação informou à RBS TV que o motivo da transferência dos alunos é: "em virtude de problemas estruturais no prédio da Escola Rio Grande do Sul" (leia nota completa baixo). Pais de estudantes do colégio apoiam a ação e mostram surpresa ao anúncio transformação da escola em abrigo. "Eu não tenho nenhuma reclamação, pelo contrário, só tenho elogios. Se falta algo na escola, é por culpa do estado que não oferece o suporte necessário para escola trabalhar", avalia Bianca Gaberline, mãe de aluna com deficiência. Sem documentação Os pais também pedem à Seduc esclarecimentos sobre a documentação dos alunos que foi retirada da escola Rio Grande do Sul. "A Secretaria [de Educação] veio na quinta-feira (3), quebrou o cadeado, entrou na nossa secretaria da escola e retirou toda a documentação dos alunos, computadores, impressoras, tudo que tinha lá. Nós permanecemos aqui, até que o secretário mude a sua posição, até que o governador nos dê respaldo, devolvam tudo o que foi levado daqui, e que também não chegou até agora lá no Leopolda", afirma a diretora Elisa Santana. A Escola Estadual de Ensino Fundamental Rio Grande do Sul tem 287 alunos, do primeiro ao nono ano, além dos estudantes do Educação de Jovens e Adultos (EJA). "É uma das poucas escolas que possuem sala de recursos, um dos meus filhos tem autismo, e ele precisa de uma atenção maior", afirma o pai André França. Nota da Secretaria da Educação A Secretaria Estadual da Educação informa que, em virtude de problemas estruturais no prédio da Escola Rio Grande do Sul, já apontados pela 1ª Coordenadoria Regional de Obras Públicas (Crop), as atividades da instituição de ensino serão transferidas para a Escola Professora Leopolda Barnevitz, localizada nas proximidades. A ação, que visa garantir a segurança da comunidade escolar, irá oferecer as condições para a continuidade das atividades de professores, equipe diretiva e estudantes.Ainda, a Seduc reforça que, ao longo dos últimos meses, tem realizado reuniões, por meio da 1ª Coordenadoria Regional de Educação, com a equipe diretiva da escola Rio Grande do Sul para tratar do tema. Escola é ocupada após Secretária de Educação anunciar transferência de alunos em Porto Alegre Fernanda Carvalho/RBS TV
Ler 19 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.