Big Banner Hospedagem de Site 1360x150
Quarta, 01 Mai 2019 20:35

Cai número de imigrantes que entram no Brasil no segundo dia de protestos na Venezuela


Operação Acolhida recebeu 570 venezuelanos nessa quarta (1º), quase 300 a menos do que na terça, quando houve primeiro dia de manifestações em Caracas. Venezuelanos entram no Brasil pela
cidade de Pacaraima Emily Costa/G1 RR Caiu para 570 o número de venezuelanos que entraram no Brasil nessa quarta-feira (2), quando ocorreu o segundo dia protestos em Caracas. O dado tem quase 300 registros a menos que a terça (1º), onde o movimento foi atípico e a Operação Acolhida, que cuida do fluxo migratório, recebeu 848 imigrantes - o dobro da média diária. Entre os serviços mais buscados pelos venezuelanos que chegam ao país estão solicitação de refúgio e residência temporária. Com a fronteira fechada desde o 21 de fevereiro por ordem de Nicolás Maduro e o bloqueio na rota regular por militares da Guarda Nacional Bolivariana (GNB), os imigrantes atravessam por caminhos clandestinos no entorno da BR-174, rodovia que liga os dois países. Os conflitos na Venezuela, ocorridos após a tentativa de levante militar liderada pelo presidente autoproclamado, Juan Guaidó, na tentativa de derrubar Maduro, deixaram quatro mortos, conforme a ONG Observatório Venezuelano de Conflito Social (OVCS). A tensão dos protestos violentos, no entanto, não tem chegado à fronteira do Brasil com a Venezuela. Imigrantes continuam deixando o país em busca de sobrevivência. “Não vamos parar de sair”, disse nesta terça a dentista Yaritza Janez, 62 anos. Segundo a ONU, 3,4 milhões de venezuelanos saíram do país desde 2014 quando se agravou a grave crise política e econômica no país. Cerca de 96 mil buscaram refúgio no Brasil, mas no estado fronteiriço de Roraima, que concentra maior quantidade, só 9% conseguem inserção no mercado formal, conforme levantamento da Organização Internacional para Migrações (OIM). Entenda a crise na Venezuela Arte G1
Ler 21 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.